Warm Up #79 - Calmaria com dinheiro no bolso

Ivan Sant'Anna Publicado em 10/10/2018
3 min
Agora é o momento de ganhar

Nota do editor: Olá, leitor. Nesta edição, o Ivan comenta as vantagens de cada candidato neste segundo turno da corrida presidencial. Enquanto o cenário não é definido, aproveite o momento para investir pouco dinheiro e garantir a sua aposentadoria como um multimilionário. Confira aqui um plano exclusivo para acelerar a sua liberdade financeira. Um abraço, Frederico Rosas. 


Caro leitor,

Ontem, os diversos mercados nacionais e internacionais encontraram seus preços. Pressões de compradores e vendedores se anularam. Quase nada se mexeu.

Em entrevista ao Jornal Nacional da TV Globo, na segunda, os dois candidatos à presidência, Jair Bolsonaro e Fernando Haddad, fizeram discursos para atrair o eleitor do centro. Bolsonaro se disse “escravo da Constituição”, coisa que todos os brasileiros são, com exceção de um ou outro ministro do Supremo que interpreta a Carta Magna a seu bel-prazer e conveniência do momento.

Se Bolsonaro desautorizou os arroubos autoritários de seu vice, general Hamilton Mourão, Haddad fez o mesmo com relação a José Dirceu.

O mercado sabe que o capitão será o próximo presidente e já precificou o fato: Ibovespa ao redor de 86.000 pontos e dólar no patamar de R$ 3,70.

Para hoje à noite, é esperada a primeira pesquisa do Datafolha relativa às intenções de votos no segundo turno. Bolsonaro deve manter ou até ampliar a sua diferença para Haddad. Qualquer surpresa no sentido contrário derrubará a Bolsa e fortalecerá o dólar.

Amanhã à noite, haverá o primeiro debate mano a mano entre os opositores. Tudo indica que a vantagem será de Jair Bolsonaro, contra quem as acusações de sempre (machista, homofóbico, racista, etc.) não deverão trazer nenhuma novidade. Isso está embutido no preço e no voto.

Haddad não poderá contar com a voz rouquenha de seu mentor no ponto eletrônico soprando perguntas e respostas. Como não tem carisma próprio, o candidato do PT deverá se limitar a uma tentativa infrutífera de desconstruir o adversário, que o eleitor aprovou em nível surpreendente na votação para os governos estaduais, Câmara, Senado e Assembleias Legislativas.

Lucros, consistência e tranquilidade na Bolsa. Palestra na UNICAMP Exclusiva (Veja agora!)

Durante as quase quatro décadas nas quais fui trader, já me defrontei inúmeras vezes com esses pit stops do mercado.

Me lembro, por exemplo, de setembro de 1980, quando o Iraque invadiu o Irã. Acreditava-se que as tropas de Saddam Hussein destruiriam rapidamente o inimigo, cujo exército sofrera um expurgo gigantesco promovido pelo líder aiatolá Khomeini.

Naquela oportunidade, os preços do petróleo subiram feito um foguete em Nova York. Aqui no Brasil (à época, dependente das importações de hidrocarbonetos), as ações da Petrobras levaram um tombaço.

Mas como a guerra durou oito anos, terminando em empate, foi caindo no esquecimento. As cotações murcharam com a perda de volatilidade.

Conteúdo exclusivo para assinantes Warm Up PRO
Clique para liberar a leitura.

Gostou dessa newsletter? Então me escreva contando a sua opinião no warmup@inversapub.com.

Um abraço,

Ivan Sant'Anna

A série Bitcoin, o Investimento da Década já está no ar...
Um ativo, 9.150.088% de valorização, 18 mil milionários feitos só com esta moeda digital... Veja aqui.

A Inversa é uma Casa de Análise regularmente constituída e credenciada perante CVM e APIMEC.

Todos os nossos profissionais cumprem as regras, diretrizes e procedimentos internos estabelecidos pela Comissão de Valores Mobiliários em sua Instrução 598, e pelas Políticas Internas estabelecidas pelos Departamentos Jurídico e de Compliance da Inversa.

A responsabilidade pelas publicações que contenham análises de valores mobiliários é atribuída a Felipe Paletta, profissional certificado e credenciado perante a APIMEC.

Nossas funções são desempenhadas com absoluta independência, não sendo dotadas de quaisquer conflitos de interesse, e sempre comprometidas na busca por informações idôneas e fidedignas visando fomentar o debate e a educação financeira de nossos destinatários.

O conteúdo da Inversa não representa quaisquer ofertas de negociação de valores mobiliários e/ou outros instrumentos financeiros. Os destinatários devem, portanto, desenvolver as suas próprias avaliações.

Todo o material está protegido pela Lei de Direitos Autorais e é de uso exclusivo de seu destinatário, sendo vedada a sua reprodução ou distribuição, seja no todo ou em parte, sem prévia e expressa autorização da Inversa, sob pena de sanções nas esferas cível e criminal.  

Conteúdo protegido contra cópia