Warm Up #72 - O evento mais impactante do século

José Castro e Ivan Sant'Anna Publicado em 27/09/2018
3 min
Reserve agora mesmo seu livro

Caro leitor,

A Inversa está relançando com exclusividade o livro “1929: Quebra da bolsa de Nova York: a história real dos que viveram um dos eventos mais impactantes do século”, de minha autoria e publicado pela primeira vez em 2014.

Até pouco tempo atrás, “1929” vendia mais do que todos os meus outros livros somados. Depois, quando os exemplares se esgotaram, os direitos de publicação retornaram para mim.

Além do texto original, a edição da Inversa inclui dois artigos que escrevi especialmente para celebrar a ocasião.

“1929” engloba três fases: os Esfuziantes Anos Vinte (The Roaring Twenties); a derrocada da Bolsa de Valores de Nova York, que culminou com a Black Tuesday, em 29 de outubro de 1929; e a Grande Depressão, que afetou toda a economia mundial.

 

Entre dezenas de outras obras, três livros magníficos retrataram cada um desses períodos:

“O Grande Gatsby (The Great Gatsby)”, ficção de F. Scott Fitzgerald, mostra como era a alta sociedade naquela época em que, nos Estados Unidos, julgava-se que surgira uma sociedade na qual todos seriam ricos.

“The Day the Bubble Burst”, de Gordon Thomas, não traduzido para o português, relata como aconteceu o crash.

“As Vinhas da Ira (The Grapes of Wrath)”, de John Steinbeck, também ficção e um dos grandes clássicos da literatura norte-americana do século XX, tendo inclusive ganho o prêmio Pulitzer. Ele narra a saga de uma família de lavradores que foge do estado de Oklahoma para a Califórnia em busca de um emprego de catador de frutas que lhes permita ao menos não morrer de fome.

Sem querer ir adiante nessa comparação, meu “1929”, com zero de ficção, conta a história de personagens envolvidos no colapso da Bolsa. Não só grandes celebridades, como o ator Charles Chaplin, o músico Irving Berlin, o banqueiro Jack Morgan, o megaespeculador Jesse Livermore e o magnata Joseph (Joe) Kennedy, pai do presidente John Kennedy, mas também pessoas simples, do povo, como a garota Jolan Slezsak, que espera sua maioridade (ou casamento) para receber uma herança, Homer Dowdy, carteiro de Flint, no estado de Michigan, e Pat Bologna, engraxate em Wall Street.

Não escrevi “1929” para dar lições a ninguém. Meu interesse foi simplesmente o de contar uma boa história e divertir os leitores, publicar um livro que as pessoas não consigam parar de ler.

Nessa tarefa, tenho certeza que fui bem-sucedido.

A tragédia de 1929, que inclusive foi uma das causas da Segunda Guerra Mundial, pode se repetir?

Com certeza. É só haver uma hipnose coletiva, tal qual ocorreu no final dos Anos Vinte.

crash da Terça-feira Negra, de outubro de 1929, foi causado pela ganância desmedida. Aconteceu justamente numa ocasião em que o mundo, particularmente os Estados Unidos, vivia um clima de euforia, euforia essa que se sucedeu à tragédia da Primeira Guerra Mundial.

Dizem os analistas de mercado, e nisso estão cobertos de razão, que um crash ocorre quando todo mundo está otimista. E, se todo mundo está otimista, todo mundo está comprado. Se todo mundo está comprado, não há mais novos compradores.

Então, na ausência de novos parceiros, inicia-se o pânico e todos tentam sair ao mesmo tempo por uma porta estreita.

As simple as that. 

Um abraço,

Ivan Sant'Anna

A melhor corretora para seu dinheiro, por José Castro

A Inversa é uma Casa de Análise regulada pela CVM e credenciada pela APIMEC. Produzimos e publicamos conteúdo direcionado à análise de valores mobiliários, finanças e economia.
 
Adotamos regras, diretrizes e procedimentos estabelecidos pela Comissão de Valores Mobiliários em sua Resolução nº 20/2021 e Políticas Internas implantadas para assegurar a qualidade do que entregamos.
 
Nossos analistas realizam suas atividades com independência, comprometidos com a busca por informações idôneas e fidedignas, e cada relatório reflete exclusivamente a opinião pessoal do signatário.
 
O conteúdo produzido pela Inversa não oferece garantia de resultado futuro ou isenção de risco.
 
O material que produzimos é protegido pela Lei de Direitos Autorais para uso exclusivo de seu destinatário. Vedada sua reprodução ou distribuição, no todo ou em parte, sem prévia e expressa autorização da Inversa.
 
Analista de Valores Mobiliários responsável (Resolução CVM n.º 20/2021): Antonyo Giannini, CNPI EM-2476

Conteúdo protegido contra cópia