Warm Up #67 - Ménage à trois

Ivan Sant'Anna Publicado em 19/09/2018
5 min
O adversário de Bolsonaro

Caro leitor,

Ontem à noite,  o Ibope divulgou mais uma rodada, a quarta, das pesquisas de intenção de votos para a eleição presidencial. Algumas coisas estão se tornando claras. Claras, não. Certas. Imutáveis.

O primeiro turno, no dia 7 de outubro, será apenas uma avaliação de forças dos dois únicos candidatos que interessam. Refiro-me à Jair Bolsonaro, do PSL, com 28 por cento dos eleitores, e Fernando Haddad, do PT, com 19. São eles que disputarão o Planalto no dia 28 de outubro. Ciro Gomes está fora. Nas últimas quatro pesquisas, o ex-governador do Ceará patinou no mesmo lugar: 9, 12, 11 e 11 por cento.

Não é à toa que anda se destemperando no contato com os eleitores, como aconteceu neste fim de semana em Boa Vista, capital do estado de Roraima.

Nessa ocasião, Ciro se desentendeu com um homem que fez uma pergunta e o desagradou. A resposta foi um sonoro “filho da puta”, seguido de um empurrão no questionador, fora a sugestão aos populares presentes que o prendessem, como se o cara tivesse cometido algum crime.


Você quer acumular em questão de meses o equivalente a 10 anos do seu patrimônio? Então veja aqui como os próximos 3 meses serão os mais importantes.


Quanto à Marina e Alckmin, os dois estão sofrendo o martírio de viajar pelo país prometendo isso e aquilo já sabendo que saíram do páreo. Se é que, em algum momento, estiveram dentro.

Só resta avaliar o desempenho de Jair Bolsonaro e Fernando Haddad. Ambos estão subindo em intenções de voto.

Mas o número que mais interessa, o da simulação do segundo turno, deixou claro o suspense que cercará as eleições presidenciais brasileiras de 2018. Eles estão empatados: cada um com 40 por cento de intenções de voto. 

Fernando Haddad é um clone. Se por um lado ganha votos da esquerda, por outro, muita gente deve perceber que fica até mal para o Brasil ter um presidente que recebe ordens de um condenado por corrupção e lavagem de dinheiro.

Embora, tal como Haddad, Dilma Rousseff também fosse um poste de Lula, pelo menos era um poste com opiniões próprias (e quase sempre desastradas).

Conteúdo exclusivo para assinantes Warm Up PRO
Clique para liberar a leitura.

Gostou dessa newsletter? Então me escreva contando a sua opinião no warmup@inversapub.com.

Um abraço,

Ivan Sant'Anna

P.S.: Para você não ficar refém das incertezas eleitorais, o melhor é confiar em alguém que já ganhou muito dinheiro em outras eleições. Pedro Cerize, um dos mais bem-sucedidos gestores do país, está fazendo um importante alerta neste momento sobre uma janela de oportunidade capaz de garantir o futuro do seu patrimônio pelos próximos dez anos. Gravamos um vídeo com todos os detalhes. Assista neste link a esse conteúdo exclusivo. 

    

A Inversa é uma Casa de Análise regularmente constituída e credenciada perante CVM e APIMEC.

Todos os nossos profissionais cumprem as regras, diretrizes e procedimentos internos estabelecidos pela Comissão de Valores Mobiliários em sua Instrução 598, e pelas Políticas Internas estabelecidas pelos Departamentos Jurídico e de Compliance da Inversa.

A responsabilidade pelas publicações que contenham análises de valores mobiliários é atribuída a Felipe Paletta, profissional certificado e credenciado perante a APIMEC.

Nossas funções são desempenhadas com absoluta independência, não sendo dotadas de quaisquer conflitos de interesse, e sempre comprometidas na busca por informações idôneas e fidedignas visando fomentar o debate e a educação financeira de nossos destinatários.

O conteúdo da Inversa não representa quaisquer ofertas de negociação de valores mobiliários e/ou outros instrumentos financeiros. Os destinatários devem, portanto, desenvolver as suas próprias avaliações.

Todo o material está protegido pela Lei de Direitos Autorais e é de uso exclusivo de seu destinatário, sendo vedada a sua reprodução ou distribuição, seja no todo ou em parte, sem prévia e expressa autorização da Inversa, sob pena de sanções nas esferas cível e criminal.  

Conteúdo protegido contra cópia