Warm Up #55 - Promessa de candidato

Ivan Sant'Anna Publicado em 29/08/2018
7 min
Você viu o vídeo?

 

Caro leitor,

Na edição de ontem, defini a atual situação dos mercados brasileiros como sendo influenciada por um único fundamento: eleições presidenciais.

Disse mais: se Ciro Gomes e Fernando Haddad ficarem de fora do segundo turno, o mercado dará um suspiro de alívio.

Esta semana o Jornal Nacional está entrevistando Ciro Gomes, Jair Bolsonaro, Geraldo Alckmin e Marina Silva. Anteontem foi a vez de Ciro.

De acordo com pesquisa divulgada pelo BTG Pactual, em um cenário que exclui a presença de Lula, Ciro, com 8% das intenções de voto, está em quarto lugar, atrás de Bolsonaro (24%), Marina (15%) e Alckmin (9%).

Como Geraldo Alckmin tem praticamente metade do programa eleitoral obrigatório nas emissoras de TV, Ciro Gomes precisaria revelar uma coisa nova, impactante, contundente, algo que pudesse tirar votos dos eleitores de seus adversários.

Não foi o que aconteceu. Além de dizer mais do mesmo, Ciro, respondendo a uma pergunta da apresentadora Renata Vasconcellos, declarou que tinha convicção de que o presidente de seu partido, Carlos Lupi, era um homem de bem, que merecia sua confiança cega e que, em seu governo, poderia escolher o cargo que quisesse.

Confrontado por William Bonner, que afirmou que Lupi é réu em um processo por improbidade administrativa na Justiça do Distrito Federal, Ciro Gomes alegou não saber disso.

Sabe, sim! Eu, Ivan Sant’Anna, garanto. Como não haveria de saber?


Enquanto você lê estas linhas, uma nova Febre de Investimentos está começando no Brasil, com potencial 10x maior que as de ações de Maconha. Uma carteira já está sendo montada para surfar os ganhos desse movimento histórico desde o início. Quatro ações já foram escolhidas e a quinta já está no radar – será revelada muito em breve. Saiba mais neste link.


Voltando a ser imprensado na parede por Renata Vasconcellos, que indagou sobre sua declaração anterior de que receberia agentes da Lava Jato à bala, Ciro justificou a hipotética resistência à prisão com o argumento de que “a Lava Jato protege o PSDB”.

Nesse momento, me lembrei de uma declaração de Leonel Brizola, por sinal fundador do próprio PDT, dizendo, na época das privatizações do governo FHC, que “deveriam passar fogo” no presidente da República.

Quase no fim do debate, Ciro Gomes falou sobre seu tema predileto. Disse que iria tirar as pessoas que estão com o nome inscrito no cadastro negativo do SPC.

Bonner o acusou de propor ao eleitor uma troca de favores:

“Você vota em mim e eu tiro seu nome do SPC...”

Ciro não se fez de rogado: olhou diretamente para a câmera e disse, “olho no olho”, para os eleitores:

“Eu vou tirar seu nome do SPC.”

Como existem 60 milhões de brasileiros com o nome no Serviço de Proteção ao Crédito, se os eleitores acreditassem nessas promessas de candidatos, Ciro Gomes estaria no 2º turno. Mais: seria o próximo presidente do Brasil.

Em todas as eleições, sempre há esse tipo de promessa.

“Vou criar dez milhões de empregos”; “Vou pôr todos os jovens nas escolas profissionalizantes”; “Vou construir cinco milhões de creches.”

Por essas e outras, acredito que Ciro Gomes não saiu do lugar na entrevista ao JN. E seu lugar é péssimo.


Gostou dessa newsletter? Então me escreva contando a sua opinião no isantanna@inversapub.com.

Você pode também colocar neste link o seu número de celular para fazer parte do grupo Inversa nas Eleições no WhatsApp e ficar por dentro do que realmente importa sobre a disputa.

Um abraço,

Ivan Sant'Anna

A Inversa é uma Casa de Análise regulada pela CVM e credenciada pela APIMEC. Produzimos e publicamos conteúdo direcionado à análise de valores mobiliários, finanças e economia.
 
Adotamos regras, diretrizes e procedimentos estabelecidos pela Comissão de Valores Mobiliários em sua Resolução nº 20/2021 e Políticas Internas implantadas para assegurar a qualidade do que entregamos.
 
Nossos analistas realizam suas atividades com independência, comprometidos com a busca por informações idôneas e fidedignas, e cada relatório reflete exclusivamente a opinião pessoal do signatário.
 
O conteúdo produzido pela Inversa não oferece garantia de resultado futuro ou isenção de risco.
 
O material que produzimos é protegido pela Lei de Direitos Autorais para uso exclusivo de seu destinatário. Vedada sua reprodução ou distribuição, no todo ou em parte, sem prévia e expressa autorização da Inversa.
 
Analista de Valores Mobiliários responsável (Resolução CVM n.º 20/2021): Antonyo Giannini, CNPI EM-2476

Conteúdo protegido contra cópia