Warm Up #311 - Lady Crypto

Ivan Sant'Anna Publicado em 26/11/2020
4 min
Hoje conto como me aventurei pela primeira vez no universo das criptomoedas e, com a ajuda da Helena Margarido, consegui 553,73% de lucro.

Caro leitor,


Em 8 de setembro deste ano, portanto há 78 dias, fiz uma aplicação parruda (parruda para o meu nível de disponibilidade) em criptomoedas. Na época, comparei o valor ao de um SUV zero km.


Pois bem, hoje resgatei o investimento (ou especulação, como queiram) com um lucro, anualizado, de 553,73%. Estou me referindo a juros compostos, é óbvio.


Como será que fiz isso se entendo muito pouco de criptomoedas? A resposta é simples: seguindo, sem questionar, as instruções de quem entende.

Estou me referindo à Helena Margarido, a Lady Cripto aqui da Inversa.

Ela escolheu as criptos, os preços, decidiu as horas de entrada e de saída.


Entre os mercados de renda variável, o de cryptocoins é, disparado, o mais volátil. É também o mais explorado por vigaristas para explorar incautos.


Se você, caro amigo leitor, quiser arriscar algum dinheiro em criptos, recomendo que assine as publicações da Helena


Ela explica desde como abrir a conta, em reais ou dólares, e dá as dicas sobre as corretoras com as quais se pode operar com confiança.


Indica também, é claro, o que se deve comprar ou ignorar.


Não adianta você, após um ou dois meses, achar que já pode caminhar por conta própria nesse terreno minado das criptomoedas. Irá tropeçar nos seus erros e se esborrachar.

Esse tipo de advertência vale para day trades, compra e venda de calls e puts e ficar long ou short nos mercados futuros e de opções.


Eu acompanho e estudo Bolsas, câmbio e outros ativos há exatos 62 anos. Acho que já conheço uns 50% do negócio. Mas só consigo me dar bem lendo atentamente o que escrevem os meus colegas especialistas da Inversa. Somo o conhecimento deles aos meus.

É aquela história do Alexandre Dumas:


“Um por todos, todos por um!”


Depois de ter ficado anos e mais anos sem “treidar”, agora estou comprando ações no módulo buy and seat.


Melhor, com uma paciência que não tinha antes, quando trabalhava na linha de frente do mercado, como trader e broker.


Não me importo mais em perder oportunidades. Me dei conta que isso acontece todos os dias. Tem sempre alguma ação ou commodity porrando para cima ou se esbordoando para baixo, sem que eu compre calls da primeira ou venda a descoberto a segunda.


“Ah, o cara ganhou mil por cento em papéis da Amalgamated Industries”.


Antigamente esse tipo de comentário me deixava devastado.


Aos 80 anos de idade, pela primeira vez me dou conta de que sou um investidor.
Posso até perder dinheiro. Mas jamais por afobação ou ganância.


Quando procurei Lady Crypto, não disse a ela:


“Eis aqui minha grana. Dê uma porrada!”


Muito antes pelo contrário.


“Isso é o máximo que posso perder em criptomoedas. De você, quero apenas o know-how, não a infalibilidade.”


E não é que me dei bem!

Um abraço,

Ivan Sant'Anna

P.S.: Você pode ter acesso às mesmas instruções do Ivan e ganhar muito dinheiro com criptomoedas. Aproveite o Black Month da Inversa e assine a Crypto Evolution, conduzida com maestria pela Lady Crypto, como diria o Ivan, Helena Margarido. Clique aqui e veja as ofertas de até 78% de desconto.
 

 

A Inversa é uma Casa de Análise regularmente constituída e credenciada perante CVM e APIMEC.

Todos os nossos profissionais cumprem as regras, diretrizes e procedimentos internos estabelecidos pela Comissão de Valores Mobiliários em sua Instrução 598, e pelas Políticas Internas estabelecidas pelos Departamentos Jurídico e de Compliance da Inversa.

A responsabilidade pelas publicações que contenham análises de valores mobiliários é atribuída a Felipe Paletta, profissional certificado e credenciado perante a APIMEC.

Nossas funções são desempenhadas com absoluta independência, não sendo dotadas de quaisquer conflitos de interesse, e sempre comprometidas na busca por informações idôneas e fidedignas visando fomentar o debate e a educação financeira de nossos destinatários.

O conteúdo da Inversa não representa quaisquer ofertas de negociação de valores mobiliários e/ou outros instrumentos financeiros. Os destinatários devem, portanto, desenvolver as suas próprias avaliações.

Todo o material está protegido pela Lei de Direitos Autorais e é de uso exclusivo de seu destinatário, sendo vedada a sua reprodução ou distribuição, seja no todo ou em parte, sem prévia e expressa autorização da Inversa, sob pena de sanções nas esferas cível e criminal.  

Conteúdo protegido contra cópia