Warm Up #163 - História proibida

Ivan Sant'Anna Publicado em 21/03/2019
4 min
Veja nesta newsletter a reação do Ivan Sant’Anna à estreia do documentário “Ivan: A história proibida do mercado financeiro”

Nota do editor: Na Warm Up de hoje, o Ivan comenta o primeiro capítulo do documentário “Ivan: A história proibida do mercado financeiro”. Se você ainda não assistiu à estreia, recomendo que veja antes de continuar lendo a crônica. O primeiro capítulo está disponível aqui. Após assistir, você poderá ler os comentários que o Ivan fez sobre o filme.

Caro leitor,

Quando era roteirista da TV Globo, escrevendo episódios das séries Carga Pesada Linha Direta, sempre me convidavam para ir ao Projac ver o copião.

Para quem não sabe, copião é o filme virgem, antes da edição, na qual são extraídas as melhores partes e montada a sequência que irá ser vista pelo público. Além disso, nessa versão completa, não raro duas ou três vezes maior do que o produto que irá ao ar, não tem trilha sonora musical. Apenas as falas dos personagens.

Eu preferia assistir em casa, na minha TV, o produto final.

Isso aconteceu ontem quando, às nove da manhã, liguei o computador e pude ver o primeiro episódio do documentário Ivan: A História Proibida do Mercado Financeiro.

Sem querer ser narcisista, e já sendo, simplesmente adorei o trabalho da equipe da Inversa, liderada por Olivia Alonso, Eduardo Laguna e André Zara.

O melhor mesmo, entretanto, foi ver os depoimentos de pessoas que conheci ao longo de meus 61 anos de mercado financeiro.

Vou começar pelo Marcio Noronha, que conheci em 1970, quando ele era um dos sócios da corretora Multiplic. Mais tarde, após alguns altos e baixos, se tornou o papa da análise técnica no Brasil, com inúmeros livros publicados sobre o assunto.

Ver Marcio comentando nossa época de operadores de Bolsa no grande bull market de ações de 1971 foi simplesmente sensacional.

Economista Antonio Carlos de Andrade, uma das primeiras pessoas com quem trabalhei quando cheguei de Nova York, em 1967. Em seu depoimento para A História Proibida... ele relembrou meus tempos de workaholic.

Pois continuo viciado, Antonio. Nesse ponto, sou irrecuperável.

Na época, Antonio Carlos e eu iniciamos as negociações alavancadas com títulos do Tesouro brasileiro: ORTNs.

Eu já sabia que minha mulher, Ciça, participaria do documentário, embora não tenha visto sua entrevista, mesmo tendo sido feita na varanda aqui de casa.

Foi muito emocionante ver a Ciça falando de nossos 40 anos juntos. Para quem não sabe, ela é sempre a primeira a ler tudo que escrevo.

“Assim não dá, Ivan. Essa frase aqui tem três vezes o pronome ‘eu'. Não pode. Tem de mudar.” Ela faz esse trabalho desde que comecei a rascunhar as primeiras palavras de Os mercadores da noite.

Patrick O’Grady, CEO da Vitreo, fundador da Vectis e ex-conselheiro da XP Investimentos, falou da época em que começou no mercado, em 1991 (eu já tinha 33 anos de estrada no lombo).

Nessa ocasião ele se admirava com minhas operações no mercado internacional, operando nas Bolsas de futuros ao redor do mundo.

A participação de Olivia Alonso dispensa comentários. Desde que comecei a trabalhar com ela, há dois anos e um mês, tornou-se minha paixão. Só não lhe perdoo ter me destronado do posto de workaholic número 1.

Ouvir da boca de Felipe Miranda, CEO da Empiricus, que começou no mercado por causa de Os mercadores da noite, foi de arrepiar.

Pois bem, Felipe, caso você leia este texto, fique sabendo que sou seu leitor diário e até reli (61 anos depois) Grande Sertão Veredas por sua causa. Fica me devendo esta, Riobaldo da Faria Lima.  

Last but not least, muito bom ver o Thiago Teixeira, da Paineiras Investimentos, com quem jantarei depois de amanhã, falando de nosso convívio.

Gostou dessa newsletter? Então me escreva contando a sua opinião no warmup@inversapub.com.

Um abraço,

Ivan Sant’Anna

A Inversa é uma Casa de Análise regulada pela CVM e credenciada pela APIMEC. Produzimos e publicamos conteúdo direcionado à análise de valores mobiliários, finanças e economia.
 
Adotamos regras, diretrizes e procedimentos estabelecidos pela Comissão de Valores Mobiliários em sua Resolução nº 20/2021 e Políticas Internas implantadas para assegurar a qualidade do que entregamos.
 
Nossos analistas realizam suas atividades com independência, comprometidos com a busca por informações idôneas e fidedignas, e cada relatório reflete exclusivamente a opinião pessoal do signatário.
 
O conteúdo produzido pela Inversa não oferece garantia de resultado futuro ou isenção de risco.
 
O material que produzimos é protegido pela Lei de Direitos Autorais para uso exclusivo de seu destinatário. Vedada sua reprodução ou distribuição, no todo ou em parte, sem prévia e expressa autorização da Inversa.
 
Analista de Valores Mobiliários responsável (Resolução CVM n.º 20/2021): Antonyo Giannini, CNPI EM-2476

Conteúdo protegido contra cópia