Sunday Notes #75 - Concordamos em discordar

Olivia Alonso Publicado em 05/05/2019
4 min
Na Sunday de hoje você vai ver 5 dos melhores momentos do evento de Aniversário de 2 Anos da Inversa...O que estão pensando Pedro Cerize, Ivan Sant'Anna, Henrique Bredda (Alaska) e Felipe Miranda (Empiricus) sobre a Bolsa? Então entre para ver os insights desses gigantes do mercado para os seus investimentos...

Sunday Notes

Caro leitor,

Convidei hoje a Flavia Bohone e o Eduardo Laguna para contar, aqui no Top 5 da Sunday, alguns dos momentos mais especiais do evento de aniversário da Inversa.

**

Oi, leitor!

Como a Olivia disse, celebramos nosso segundo ano na quinta-feira, aqui em São Paulo, num encontro que reuniu alguns dos principais nomes do mercado financeiro, como Henrique Bredda (gestor da Alaska), Felipe Miranda (CEO da Empiricus), Ivan Sant’Anna, nosso querido mentor de investimentos, e Pedro Cerize (gestor da Skopos e autor da série A Carta).

Reunir esses gigantes foi um momento especial para nós todos e mostrou o que está na cabeça dos grandes gestores, aqueles que conseguem os melhores resultados para seus clientes, neste momento.

Os participantes, incluindo todos os especialistas da Inversa, compartilharam suas opiniões de mercado, falaram como estão investindo agora e revelaram suas perspectivas para a economia.

Concordaram em muitos momentos. Mas discordaram bastante também...

Quem mais ganhou com o debate foram os assinantes da Inversa, que tiveram a chance de conhecer diferentes pontos de vista e receberam valiosos insights para os seus investimentos.

E, é claro, puderam entender as razões por trás dessas formas distintas de ver o cenário que estamos atravessando.

Entre os temas abordados, vamos destacar estes 5 para você:

1 - Reforma da Previdência: Dos poucos consensos que tivemos no evento da Inversa, os especialistas concordam que o mercado “comprou” o cenário de aprovação da emenda constitucional que muda as regras das aposentadorias. A dúvida é como será a Bolsa pós-reforma.

Sobe ou desce?

Enquanto Felipe Miranda pontuava que não está claro se o mercado já colocou totalmente no preço dos ativos a aprovação da nova Previdência, Pedro Cerize, (bem) mais pessimista, dizia não ver mudança radical de imediato no mercado, mesmo se a reforma passar. “Não sou otimista que vai dar para ficar rico no curto prazo”.

(Felipe Miranda, Pedro Cerize e Henrique Bredda)

2 - Potencial da Bolsa: José Castro, nosso planejador financeiro e analista gráfico, concordou que a aprovação da reforma deve ser seguida por um movimento de realização. Mas a melhora do quadro fiscal, na opinião dele, deve atrair estrangeiros e levar a Bolsa em direção aos 120 mil pontos até o ano que vem.

"Mais importante do que ficar esperando os 120 mil pontos é aproveitar as oportunidades de cada momento. Em todo patamar da Bolsa teremos bons ativos para escolher", disse o Money Maker.

"E temos que lembrar que também dá para ganhar dinheiro operando vendido", completou o Ivan Sant'Anna.

3 - Small ou Blue?: Ivan Sant’Anna e Felipe Miranda expressaram que, apesar das tempestades, a tendência da Bolsa é positiva, em especial devido aos juros no menor patamar da história.

Para o Ivan, que compartilha quase diariamente seus insights de mercado com os leitores da Inversa em suas newsletters e áudios, a Bolsa será sempre um bom investimento no longo prazo, mas o curto prazo tem “intempéries”.

Felipe Miranda declarou estar muito otimista com as small caps. “Itaú não pode multiplicar por dez vezes. Quem pode entregar isso são as small caps." Ele disse também que ações menos líquidas tendem a performar melhor no longo prazo.

O Pedro Cerize fez o contraponto, ao observar que, no longíssimo prazo, as blue chips ainda são os papéis que renderam grandes fortunas.

4 – Câmbio – Henrique Bredda disse que não dá para saber quando a tendência de valorização do dólar será revertida, mas afirmou que o patamar atual da moeda norte-americana tem ajudado a tornar o Brasil competitivo. O quadro é diferente em relação a outros momentos, quando a alta do dólar produziu inflação.

5 – Foram apresentados, durante o evento, os dois novos especialistas da Inversa: Luiz Cesta, que chegou para conduzir a série Income Builder (além de novidades que anunciaremos em breve...), e Leonardo Pontes, que passa a liderar a série Small Caps Inversa.

São dois nomes fortes do mercado de investimentos e ficamos muito felizes por compartilhar com você os conhecimentos deles a partir de agora.

(Da esquerda para direita: Money Maker, Helena Margarido, Ivan Sant'Anna, José Castro, Marink Martins, Luiz Cesta e Leonardo Pontes)

Para fechar a newsletter de hoje, compartilhamos uma das afirmações que o Money Maker fez durante o evento:

"É claro que investidores individuais podem ter resultados tão bons como os de grandes profissionais" (aliás, foi o que aconteceu com ele). O caminho para esse sucesso, ele disse, passa por disciplina, paciência e saber blindar os investimentos das emoções.

Um grande abraço,

Flávia e Eduardo

A Inversa é uma Casa de Análise regulada pela CVM e credenciada pela APIMEC. Produzimos e publicamos conteúdo direcionado à análise de valores mobiliários, finanças e economia.
 
Adotamos regras, diretrizes e procedimentos estabelecidos pela Comissão de Valores Mobiliários em sua Resolução nº 20/2021 e Políticas Internas implantadas para assegurar a qualidade do que entregamos.
 
Nossos analistas realizam suas atividades com independência, comprometidos com a busca por informações idôneas e fidedignas, e cada relatório reflete exclusivamente a opinião pessoal do signatário.
 
O conteúdo produzido pela Inversa não oferece garantia de resultado futuro ou isenção de risco.
 
O material que produzimos é protegido pela Lei de Direitos Autorais para uso exclusivo de seu destinatário. Vedada sua reprodução ou distribuição, no todo ou em parte, sem prévia e expressa autorização da Inversa.
 
Analista de Valores Mobiliários responsável (Resolução CVM n.º 20/2021): Antonyo Giannini, CNPI EM-2476

Conteúdo protegido contra cópia