Sunday Notes #51 - E se todo mundo vier?

Olivia Alonso Publicado em 21/10/2018
3 min
Top 4 Ivan Sant’Anna

Sunday Notes

Olá, leitor!

Hoje temos um mix de Pedro Cerize e Ivan Sant’Anna no Top 5.
    
❶ Estava fazendo um balanço dos fatos mais relevantes para o investidor neste ano e, terminada a lista, fui para uma reunião com o Pedro Cerize. 

Começamos a falar sobre qual seria um patamar para os juros brasileiros se estabilizarem... e notei que um dos fatos mais relevantes do ano não estava em minha lista: Selic abaixo dos 7%.

Hoje estamos em 6,5%. Em 19 de outubro de 2016, apenas dois anos atrás, a meta da nossa taxa básica de juros estava em exatos 14%. 

Não apenas pequenos investidores, mas também grandes milionários tinham uma grande parte de seu dinheiro em títulos que acompanham os juros. Era um investimento tão óbvio, mas tão óbvio que parecia até difícil de acreditar...  

Eis que hoje estamos em 6,5%. Exceto nos dias de reunião do Copom, pouco se fala disso. E menos ainda do que vai acontecer se o juro ficar perto de 4,5% ao ano, por exemplo.

Com uma taxa estabilizada em um patamar um pouco mais baixo, imagina quanta gente vai levar ainda mais dinheiro pra Bolsa? Você deve ter conhecidos ou amigos que ainda não investem em ações. Você acha, de verdade, que eles não vão mudar de postura vendo a Bolsa subir e atropelar seus minguados investimentos de renda fixa?

Isso reforça a nossa nova tese de Ibovespa a 470 mil pontos, com a segunda “pernada” da Quinta Onda

Rali Bolsonaro ajuda a Bolsa a subir? Sim, como ajuda!

A vinda de mais fluxo estrangeiro para nossa Bolsa ajuda? Sim, como ajuda...

Mas juro baixo ajuda muito também (leia a tese aqui).

     
❷ Vamos agora ao nosso querido mestre Ivan Sant’Anna, que nesta semana levou os leitores ao delírio com diversas newsletters simplesmente fantásticas. Escolhi três delas para destacar hoje.

A primeira é a “Brasil S.A.”.

A solução que o Ivan e um de seus amigos do mercado financeiro deram para o Brasil levou mais de 100 leitores a nos enviarem mensagens de elogios... Um deles, inclusive, garante ter feito o texto do Ivan chegar ao Bolsonaro. 
    
“Hoje, conversando com um velho tycoon do mundo financeiro, meu amigo desde sempre, ele deu uma sugestão mais do que interessante para que o próximo governo zere o déficit primário de 2019, estimado em R$ 139 bilhões. Trata-se de um verdadeiro ovo de colombo... Esse projeto permitirá que Bolsonaro e seus principais ministros dediquem seu primeiro ano a estudar, com calma, os projetos de desestatização, de enxugamento da máquina governamental e de alívio da carga tributária. Ou seja, ações que farão com que o Brasil volte a crescer com robustez.” (Leia a íntegra aqui).
      
❸ Rumo aos 100 mil pontos.

Na newsletter de quinta-feira, o Ivan bancou Ibovespa nos 100 mil pontos. Como já disse mais acima, eu acho que isso é só o começo. Mas vamos lá:

“Com a força demonstrada nos últimos dias, tudo indica que o Ibovespa está no rumo dos 100.000 pontos. E quando escrevo 100 mil, é porque se trata de um número redondo. Pode ser 95.000 ou 105.000. Mas que o momento é dos touros, isso é inquestionável. A única coisa que poderia mudar essa tendência seria uma reversão na Bolsa de Nova York. Esse “cavalo de pau” (só para usar uma expressão cara ao presidente Bolsonaro) andou sendo ensaiado na semana passada, mas foi alarme falso.” (Leia a íntegra aqui). 

Com a força demonstrada nos últimos dias, tudo indica que o Ibovespa está rumo aos 100 mil pontos. O momento é dos touros. 

❹ O terceiro turno.

“Com a eleição de Jair Bolsonaro já garantida e precificada nos mercados de ações e de dólar, acho bom o caro amigo leitor começar a pensar no terceiro turno. Refiro-me ao período entre a eleição e a posse, no qual são definidos os principais nomes do governo, suas ideias e linhas de atuação. É lógico que fatores externos poderão influenciar as bolsas e o câmbio no Brasil, mas sobre esses fundamentos Bolsonaro e seus assessores não têm a menor ingerência...” (Leia a íntegra aqui).

❺ O Ivan convidou os leitores para fazer parte de seu grupo mais próximo. Quer entrar? Acesse aqui o convite.

Finalizo esta newsletter com uma pergunta:

Você quer saber quem é o Money Maker, o homem que tem levado milhares de pessoas a obter retornos absurdos na Bolsa?

Nos aguarde... teremos uma GRANDE novidade na Inversa nesta semana!

Um abraço,

Olivia Alonso

P.S.: A Sunday desta semana foi monotemática por motivos óbvios. Mas na semana que vem volto com o formato de tópicos. Quer perguntar algo, sugerir ou criticar? Escreva para olivia@inversapub.com.

 

A Inversa é uma Casa de Análise regulada pela CVM e credenciada pela APIMEC. Produzimos e publicamos conteúdo direcionado à análise de valores mobiliários, finanças e economia.
 
Adotamos regras, diretrizes e procedimentos estabelecidos pela Comissão de Valores Mobiliários em sua Resolução nº 20/2021 e Políticas Internas implantadas para assegurar a qualidade do que entregamos.
 
Nossos analistas realizam suas atividades com independência, comprometidos com a busca por informações idôneas e fidedignas, e cada relatório reflete exclusivamente a opinião pessoal do signatário.
 
O conteúdo produzido pela Inversa não oferece garantia de resultado futuro ou isenção de risco.
 
O material que produzimos é protegido pela Lei de Direitos Autorais para uso exclusivo de seu destinatário. Vedada sua reprodução ou distribuição, no todo ou em parte, sem prévia e expressa autorização da Inversa.
 
Analista de Valores Mobiliários responsável (Resolução CVM n.º 20/2021): Antonyo Giannini, CNPI EM-2476

Conteúdo protegido contra cópia