Seja bem-vindo!

Faça o login com sua conta e aproveite seus conteúdos exclusivos.

Entrar agora

Ainda não é cadastrado?

Crie sua conta

Urgente: Compre Itaú, ganhe XP

Nícolas Merola , Antonyo Giannini e João Abdouni Publicado em 23/08/2021
6 min
No início do mês de outubro de 2021 é esperada a conclusão do processo de cisão de Itaú e XP e isso pode ser bem interessante para o investidor.

 

Compre Itaú (ITUB4), ganhe XP

Por João Abdouni, Nícolas Mérola, CNPI e Antonyo Giannini, CNPI


Na última sexta-feira foi divulgado um fato relevante pelo Itaú, anunciando que no início mês de outubro de 2021 deverá ser concluído o aguardado processo de cisão de Itaú e XP.

Nesse momento, em nossa opinião, o mercado precifica corretamente as ações do Banco Itaú, no entanto, os BDRs de XP que estão dentro de Itaú (ITUB4), são precificados a ZERO.

 

Contexto

 

Conforme foi anunciado nos últimos meses o Itaú Unibanco está muito próximo de concluir a cisão das operações do banco com a XP INC.

O fato é que a cisão deve ocorrer já no dia 1º de outubro, e isso pode ser um fato de destravamento de valor para ambas as empresas e seus acionistas podem lucrar com isso.

A partir desse evento, o investidor passará a deter não só as ações de ITUB, que já possui, mas também receberá os BDRs da XP. 
 

 

Mercado precifica melhor os ativos em separado

 

O mercado não costuma precificar muito bem várias empresas dentro de um mesmo ativo, por essa razão, tivemos nos últimos anos uma série de IPOs e operações para separações de partes executadas pelos controladores. Isso aconteceu com o Grupo JSL, a Cosan e o Pão de Açúcar.
 

 

 

A situação atual

 

As ações de ITUB4 detém os ativos do Banco Itaú e 41% da XP Inc.

Atualmente, a precificação desse conjunto está em 11,5 vezes lucro, o que é uma precificação em linha com a média da bolsa e do próprio banco Itaú ao longo do tempo (gráfico abaixo).
 

Fonte: Bloomberg


Uma vez que mesmo com a separação das operações o banco deve continuar a entregar um lucro por volta de 26 bilhões de reais, seu nível de preço atual pode não se alterar significativamente visto que somente a operação bancária vale 312 bilhões de reais ou 31,82 por ação quando precificada em níveis médios atuais da bolsa, patamar próximo ao atual.

 

 

O destravamento de valor e consequentemente o ganho de capital poderá estar no BDR de XP.

 

O mercado, em nossa visão, precifica corretamente nesse momento apenas o Banco Itaú, no entanto, o BDR de XP está sendo precificado a ZERO dentro de #ITUB4, uma vez que a média histórica de negociação do banco Itaú, como já comentamos, ao longo dos anos é 12 vezes lucro, precificação atual das ações.


 

Quanto Vale os BDRs de XP?

 

Os BDRs que serão distribuídos com a cisão representam 41% da participação acionária da XP.

A forma de avaliação inicial que consideramos é o próprio preço da XP a mercado, uma vez que a companhia é listada na bolsa norte americana Nasdaq. Atualmente a XP é negociada a aproximadamente 25,2 bilhões de dólares ou 136,2 bilhões de Reais. Lembrando que os BDRs que representam a participação do Itaú somam 41% de participação, um montante de cerca de 55,9 bilhões de reais que serão distribuídos para os acionistas.

Como cada ação do Itaú terá direito a um BDR de XP chegamos a um valor por BDR de R$5,59.

Assim sendo esperamos um destravamento de valor na soma das partes na casa de 20%.

Com as ações de ITUB4 negociando no preço atual de R$29,79 e os BDRs de XP a R$5,59.

                                                                                                 

Para o Acionista

 

O investidor que optar por se posicionar para esse evento, receberá dois ativos de valor, um com potencial de crescimento, no caso da XP e o outro que é conhecido por ser um bom pagador de dividendos, o Banco Itaú.


 

Converse ao vivo com os especialistas da INVERSA sobre Itaú e XP

 

Já não é segredo que o potencial dessa cisão, para o investidor, é grande.
Listamos aqui os principais motivos pelos quais você pode ter bons resultados ao investir em suas ações.

Mas vamos além.

Hoje, no dia 23 de agosto de 2021, segunda-feira, às 18h (horário de Brasília), faremos uma live exclusiva com João Abdouni, Nícolas Merola, Antonyio Giannini sobre a cisão de Itaú e XP.

A live será gratuita e transmitida na nova plataforma de streaming da Inversa, a INV. Para assistir e participar ao vivo, basta se inscrever neste link.

 

 

P.S.: Um insight de investimento como o desse relatório exclusivo tem um valor incalculável para a sua vida financeira na prática. Mas aqui na Inversa você pode ter acesso a essa e outras indicações por um preço extremamente acessível, e de forma regular, na série Dividendos Extremos, assinada pelo analista Nícolas Merola. Incluindo a uma das ações deste relatório, que integra uma carteira completa com ativos selecionados a dedo para você poder ter uma renda extra na sua conta de forma recorrente. Para saber mais e destravar uma condição única de acesso, é só acessar este link.

A Inversa é uma Casa de Análise regulada pela CVM e credenciada pela APIMEC. Produzimos e publicamos conteúdo direcionado à análise de valores mobiliários, finanças e economia.
 
Adotamos regras, diretrizes e procedimentos estabelecidos pela Comissão de Valores Mobiliários em sua Resolução nº 20/2021 e Políticas Internas implantadas para assegurar a qualidade do que entregamos.
 
Nossos analistas realizam suas atividades com independência, comprometidos com a busca por informações idôneas e fidedignas, e cada relatório reflete exclusivamente a opinião pessoal do signatário.
 
O conteúdo produzido pela Inversa não oferece garantia de resultado futuro ou isenção de risco.
 
O material que produzimos é protegido pela Lei de Direitos Autorais para uso exclusivo de seu destinatário. Vedada sua reprodução ou distribuição, no todo ou em parte, sem prévia e expressa autorização da Inversa.
 
Analista de Valores Mobiliários responsável (Resolução CVM n.º 20/2021): Nícolas Merola - CNPI Nº: EM-2240

Conteúdo protegido contra cópia