Seja bem-vindo!

Faça o login com sua conta e aproveite seus conteúdos exclusivos.

Entrar agora

Ainda não é cadastrado?

Crie sua conta

Já é possível ver a luz no final do túnel

Nícolas Merola e João Abdouni Publicado em 13/09/2021
4 min
Com o avanço da vacinação contra a Covid-19 e a reabertura da economia evoluindo cada vez mais, essa empresa deve se beneficiar com o aumento do volume de veículos nas estradas em que detém concessões.

Já é possível ver a luz no final do túnel

Por João Abdouni e Nícolas Merola, CNPI

 

Com o avanço da vacinação contra covid-19 e a reabertura da economia evoluindo cada vez mais, a EcoRodovias (#ECOR3) deve se beneficiar com o aumento do volume de veículos nas estradas em que detém concessões. E o mais interessante para o investidor é que suas ações estão com um potencial de valorização de 71%.
 

Breve histórico


O Grupo EcoRodovias é um dos maiores grupos de infraestrutura do país, atuando desde 1997 na gestão e operação de concessões rodoviárias.

Seu portfólio possui, atualmente, 10 concessões rodoviárias, que totalizam 3.041 km e um ativo portuário (EcoPorto), localizados nos principais corredores das regiões Sul-Sudeste.

Portifólio de ativos da companhia:

Fonte: Ecorodovias RI

 

Grupo Controlador


Desde maio de 2016, o Gruppo Gavio, um conglomerado de infraestrutura da Itália, passou a ser o controlador da EcoRodovias. Atualmente os italianos detém em torno de 67% das ações da empresa.
 

Fonte: Ecorodovias RI

Atualmente, a empresa tem uma geração de caixa operacional estimada para 2021 em 2 bilhões de reais. Caso isso se concretize, a empresa estaria negociando na faixa de 5 vezes sua geração de caixa, o que consideramos um patamar bastante atrativo, já que ele deve continuar melhorando a medida que as restrições da Covid-19 diminuam.

Também é esperado que a empresa consiga apresentar um lucro líquido de R$ 580 milhões, o que faz a empresa negociar a 11,5 vezes seus lucros no preço atual.

Além disso, a companhia conseguiu reduzir a sua relação de endividamento no segundo trimestre de 2021, para 2,6 vezes a geração de caixa, ante 3,3 vezes no segundo trimestre de 2020.

 

Via de Crescimento


O Brasil também tem uma série de novos projetos de concessão que vem sendo descentralizados pelo ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas.

Com novas concessões sendo liberadas pelo governo federal e com a empresa com um endividamento controlado, a EcoRodovias terá a oportunidade de continuar seu caminho de crescimento de geração de retorno aos seus acionistas.

É sempre interessante ter a visibilidade de que se a empresa optar por uma liberação de dividendos de 100% do seu lucro projetado para 2021, o rendimento em forma de dividendos podem ser de até 8,5%. Apesar dessa possibilidade, não espero uma distribuição nesses níveis.

Desta forma, reforço a recomendação de COMPRA em Ecorodovias (ECOR3), com preço-alvo em R$ 17,20 (um upside potencial de 71%).

 

A Inversa é uma Casa de Análise regulada pela CVM e credenciada pela APIMEC. Produzimos e publicamos conteúdo direcionado à análise de valores mobiliários, finanças e economia.
 
Adotamos regras, diretrizes e procedimentos estabelecidos pela Comissão de Valores Mobiliários em sua Resolução nº 20/2021 e Políticas Internas implantadas para assegurar a qualidade do que entregamos.
 
Nossos analistas realizam suas atividades com independência, comprometidos com a busca por informações idôneas e fidedignas, e cada relatório reflete exclusivamente a opinião pessoal do signatário.
 
O conteúdo produzido pela Inversa não oferece garantia de resultado futuro ou isenção de risco.
 
O material que produzimos é protegido pela Lei de Direitos Autorais para uso exclusivo de seu destinatário. Vedada sua reprodução ou distribuição, no todo ou em parte, sem prévia e expressa autorização da Inversa.
 
Analista de Valores Mobiliários responsável (Resolução CVM n.º 20/2021): Nícolas Merola - CNPI Nº: EM-2240

Conteúdo protegido contra cópia