Seja bem-vindo!

Faça o login com sua conta e aproveite seus conteúdos exclusivos.

Entrar agora

Ainda não é cadastrado?

Crie sua conta

Ficção em três atos: Ato 1 - Bolsonaro presidente

Estamos em outubro de 2022. Bolsonaro foi reeleito Presidente da República em uma disputa acirrada contra Luiz Inácio Lula da Silva. Neste primeiro ato de uma ficção dividida em três partes, Ivan Sant'Anna reflete sobre o futuro do país.

Ficção em três atos

Por Ivan Sant’Anna

Antes de mais nada, quero esclarecer aos leitores que esta é uma obra de ficção. Optei por dividi-la em três atos, sendo hoje o primeiro.

Eu tive um sonho (ou pesadelo – mais adiante o leitor irá decidir, de acordo com suas convicções políticas). Nele, eu estava no início da noite de domingo, 30 de outubro de 2022, data do segundo turno das eleições presidenciais de 2022.

Assistia a um telejornal. Eles tinham acabado de informar que Jair Bolsonaro vencera Luiz Inácio Lula da Silva por 51% dos votos válidos, contra 49% do adversário petista.

Me lembrei então do que acontecera nos 16 meses que precederam as eleições.

Apesar do atraso inicial, a campanha de vacinação se completou. O número de infectados pelo coronavírus tornou-se residual.

O marqueteiro de Jair Bolsonaro conseguiu convencer boa parte dos eleitores, principalmente os das classes mais baixas (antes apoiadores de Lula) que o mérito fora do capitão.

A máquina governamental e a caneta do Planalto funcionaram a todo vapor em benefício da reeleição.

Preços de tarifas públicas foram represados; o Bolsa Família, que substituiu o Auxílio Emergencial, engordou pra valer.

O ministério da Cidadania, trabalhando em conjunto com a equipe econômica, criou um sistema através do qual as pessoas que recebiam dinheiro dos programas assistenciais não precisavam mais ir ao banco. Recebiam o crédito direto no cartão verde e amarelo.

Como se isso tudo não bastasse, os níveis de desemprego caíram bastante a partir do início do segundo semestre de 2022, graças à recuperação da economia.

Só para finalizar, lembro que o texto acima é uma ficção, a primeira de três que resolvi escrever.

Um forte abraço, 

Ivan Sant'Anna 

A Inversa é uma Casa de Análise regulada pela CVM e credenciada pela APIMEC. Produzimos e publicamos conteúdo direcionado à análise de valores mobiliários, finanças e economia.
 
Adotamos regras, diretrizes e procedimentos estabelecidos pela Comissão de Valores Mobiliários em sua Resolução nº 20/2021 e Políticas Internas implantadas para assegurar a qualidade do que entregamos.
 
Nossos analistas realizam suas atividades com independência, comprometidos com a busca por informações idôneas e fidedignas, e cada relatório reflete exclusivamente a opinião pessoal do signatário.
 
O conteúdo produzido pela Inversa não oferece garantia de resultado futuro ou isenção de risco.
 
O material que produzimos é protegido pela Lei de Direitos Autorais para uso exclusivo de seu destinatário. Vedada sua reprodução ou distribuição, no todo ou em parte, sem prévia e expressa autorização da Inversa.
 
Analista de Valores Mobiliários responsável (Resolução CVM n.º 20/2021): Antonyo Giannini, CNPI EM-2476

Conteúdo protegido contra cópia