Seja bem-vindo!

Faça o login com sua conta e aproveite seus conteúdos exclusivos.

Entrar agora

Ainda não é cadastrado?

Crie sua conta

Novidades sobre Klabin (KLBN11)

Antonyo Giannini e João Abdouni Publicado em 10/08/2021
3 min
No último mês divulgamos o estudo das ações de Klabin. Chegou a hora de revermos essa empresa agora que temos novas informações.

Relatório Inversa

Novidades sobre Klabin (KLBN11)

Por Antonyo Giannini, CNPI, e João Abdouni

 

No último mês divulgamos o estudo das ações de Klabin com seu valor justo de R$ 60 e uma expectativa de 14% de dividendos ao ano, para quem se posicionasse com foco no longo prazo. 
O resultado do segundo trimestre de 2021 foi apresentado no dia de hoje e nós seguimos otimistas com a tese de Klabin!



A empresa



A Klabin é uma produtora de papel integrado para embalagens, com foco no mercado brasileiro, mas com possibilidade de realizar vendas da matéria prima, a celulose, para o exterior quando necessário, assim garantindo as vendas da empresa. Quando a receita cai por aqui, a companhia recorre à exportação do excedente.

 

O resultado do segundo trimestre



A empresa apresentou uma geração de caixa de R$ 1,7 bilhões no segundo trimestre de 2021, em linha com nossas expectativas, e R$ 500 milhões acima do primeiro trimestre, puxado pelo maior volume de vendas de seus produtos, 27% acima, na comparação com o trimestre anterior.

A relação da dívida liquida sobre a geração de caixa fechou o segundo trimestre em 3,6 vezes, melhor do que as 4 vezes do primeiro trimestre, fruto do melhor resultado operacional.



Os gatilhos de valorização seguem inalterados



A empresa deve gerar R$ 5 bilhões de caixa por ano e gastar R$ 3 bilhões na contrução da nova fábrica (Puma II), que entrará em pleno funcionamento no segundo trimestre de 2023.

Com Puma II funcionando, a geração de caixa salta em 40%, ou seja, R$ 2 bilhões a mais com a nova planta. Assumindo que a política da empresa de distribuição do excedente de caixa seja mantida, podemos estimar um pagamento anual de dividendos da ordem de R$ 4 bilhões. Aos preços atuais isso implica um dividendo anual de proximadamente 14%.

O mercado costuma ajustar o preço das ações ao dividendo, usualmente as ações negociam com proventos na ordem de 6% ao ano. Sendo assim uma empresa que distribua 4 bilhões de dividendos aos acionistas, poderá ter um valor de mercado de R$ 66 bilhões.

Após os resultados divulgados, continuamos animados com as perspectivas de Klabin. A equipe de análise da Inversa reitera recomendação de compra de KLBN11 nos preços atuais.



Próximos passos



O segmento de papel e celulose é um dos setores com mais potencial de crescimento no Brasil. 

Amanhã, a Suzano, outra grande empresa do setor, deve divulgar seus resultados e faremos uma semana especial de cobertura das empresas, analisando os números apresentados e se vale, ou não, o investimento.
Demos a larga hoje, com esta atualização sobre Klabin (KLBN11);
No dia 12 de agosto de 2021, iremos disponibilizar um relatório gratuito especial de Suzano (SUZB3). 

Mas não para por aí.

No dia 17 de agosto de 2021, às 19h (Brasília), teremos uma live especial com o CFO da Suzano Papel e Celulose, Marcelo Bacci.

Para você assistir a essa live, basta se inscrever no link que será disponibilizado no relatório do dia 12 de agosto de 2021 sobre a maior empresa de celulose do mundo.

Bons investimentos!
 

A Inversa é uma Casa de Análise regulada pela CVM e credenciada pela APIMEC. Produzimos e publicamos conteúdo direcionado à análise de valores mobiliários, finanças e economia.
 
Adotamos regras, diretrizes e procedimentos estabelecidos pela Comissão de Valores Mobiliários em sua Resolução nº 20/2021 e Políticas Internas implantadas para assegurar a qualidade do que entregamos.
 
Nossos analistas realizam suas atividades com independência, comprometidos com a busca por informações idôneas e fidedignas, e cada relatório reflete exclusivamente a opinião pessoal do signatário.
 
O conteúdo produzido pela Inversa não oferece garantia de resultado futuro ou isenção de risco.
 
O material que produzimos é protegido pela Lei de Direitos Autorais para uso exclusivo de seu destinatário. Vedada sua reprodução ou distribuição, no todo ou em parte, sem prévia e expressa autorização da Inversa.
 
Analista de Valores Mobiliários responsável (Resolução CVM n.º 20/2021): Nícolas Merola - CNPI Nº: EM-2240

Conteúdo protegido contra cópia