Pai Rico Pai Pobre Daily #17 - Mantenha seu emprego e ainda fique rico

Robert Kiyosaki Publicado em 04/11/2020
1 min
Robert Kiyosaki traz ensinamentos poderosos de seu Pai Rico: veja aqui
  • Falha = Sucesso
  • Acredite ou não, não tinha confiança e era tímido...
  • 3 problemas aparentemente intransponíveis


Caro(a) leitor(a),

Quando decidi montar um negócio, percebi que tinha inúmeros obstáculos para superar antes que pudesse cria-lo.

Primeiramente, não sabia como montar um negócio. Depois, não tinha dinheiro para construir um negócio.

Em terceiro, não tinha dinheiro para viver.

Com o estômago vazio e falta de confiança em mim mesmo, liguei para o Pai Rico e perguntei o que eu deveria fazer.

Ele disse imediatamente: “vá procurar um emprego”.

Sua resposta me chocou: “pensei que você estava falando para abrir meu próprio negócio”.

"Sim eu falei isso. Mas você ainda precisa comer e ter um teto sobre sua cabeça”, disse ele.

Eu compartilhei com inúmeras pessoas o que ele me disse a seguir:

“A regra número um para se tornar um empresário é nunca aceitar um emprego por dinheiro. Aceite um emprego somente de olho nas habilidades de longo prazo que você aprenderá.”

O primeiro e único trabalho que consegui depois de servir o Corpo de Fuzileiros Navais foi na Xerox Corporation. Eu o escolhi porque tinha o melhor programa de treinamento de vendas.

Pai Rico sabia que eu era muito tímido e morria de medo de ser rejeitado. Ele recomendou que eu aprendesse a vender, não pelo dinheiro, mas para conseguir superar meus próprios medos.

Todos os dias tinha que ir de prédio em prédio, batendo de porta em porta, tentando vender uma máquina Xerox às pessoas. Foi um processo de aprendizado muito doloroso, ainda que esse processo tenha rendido a mim milhões de dólares ao longo dos anos. 

Pai rico diria: “se você não pode vender, não pode ser um empresário”. 

Por dois anos, fui o pior vendedor da filial de Honolulu. Tive aulas extras de vendas, comprei fitas de aprimoramento e as ouvi. 

Finalmente, depois de quase ser despedido diversas vezes, comecei a vender. Embora ainda fosse extremamente tímido, o treinamento em vendas me ajudou a desenvolver as habilidades de que precisava para construir riqueza.

O problema era que não importava o quanto trabalhasse e quantas máquinas vendesse; sempre estava com pouco dinheiro. 

Não tinha dinheiro para investir ou abrir um negócio. Um dia, disse ao Pai Rico que planejava arranjar um segundo emprego de meio período para complementar minha renda e poder investir. Esse foi o momento que ele estava esperando.

Pai Rico me disse: “o maior erro que as pessoas cometem é que trabalham muito para ganhar dinheiro”. Ele continuou: “a maioria das pessoas não progride financeiramente porque, quando precisam de mais dinheiro, procuram um segundo emprego de meio período. Se elas realmente querem progredir, precisam manter seu emprego diário e começar um negócio de meio período.”

Pai Rico desenhou este diagrama para mim quando soube que estava aprendendo habilidades valiosas e estava decidido a me tornar proprietário de uma empresa e investidor.

“É hora de você começar seu negócio – meio período”, disse ele.

“Não perca seu tempo com um emprego de meio período. Um emprego de meio período o mantém no quadrante E [Empregado], mas um negócio de meio período o leva para o quadrante D [Dono]. A maioria das grandes empresas começou como negócios de meio período.”
 

O começo do meu império de negócios

Em 1977, comecei meu negócio de carteiras de nylon e velcro em meio período. Muitos de vocês estão familiarizados com essa linha de produtos hoje. 

De 1977 a 1978, trabalhei muito na Xerox, tornando-me um dos principais representantes de vendas da filial. Em meu tempo livre também estava construindo uma empresa que logo se tornaria um negócio mundial de milhões de dólares.

Quando as pessoas me perguntam se eu amava minha linha de produtos – carteiras coloridas de nylon, pulseiras de nylon para relógios e bolsos para sapatos de nylon que se prendiam aos cadarços de tênis para colocar chave, dinheiro e carteira de identidade – eu respondia, "não. Eu não estava apaixonado pela linha de produtos. Mas gostei do desafio de construir o negócio.”

Menciono este ponto especificamente porque muitas pessoas me dizem coisas como:

“Tenho uma ótima ideia para um novo produto.”

“Você tem que ter paixão pelo seu produto.”

“Estou procurando o produto certo antes de começar meu negócio.”

Para essas pessoas, geralmente digo: “o mundo está repleto de grandes ideias para novos produtos. O mundo também está repleto de ótimos produtos. Mas o mundo carece de grandes empresários. O principal motivo para iniciar um negócio em meio período não é tanto fazer um ótimo produto. A verdadeira razão para começar um negócio de meio período é tornar-se um grande empresário. Ótimos produtos custam dez centavos a dúzia. Mas grandes empresários são raros e ricos.”

Para construir um negócio de sucesso, você precisa de mais do que uma ideia. Você precisa dar forma a essa ideia por meio de sistemas, processos e de uma grande equipe.

O Triângulo D-I [Dono – Investidor] é uma força poderosa para fazer isso. Como disse Pai Rico: “isso dá forma às suas ideias. É o conhecimento do Triângulo D-I que permite a uma pessoa criar um ativo que compra outros ativos.”

Pai Rico me ensinou que, quando você se torna bom em pegar uma ideia e cria um negócio do Triângulo D-I em torno dela, pessoas vão se juntar a você para investir em sua ideia. 

Ele disse: "então, será verdade para você que não é preciso dinheiro para ganhar dinheiro. Em vez de gastar sua vida trabalhando por dinheiro, você ficará melhor na criação de ativos que geram cada vez mais dinheiro – seu dinheiro trabalhará para você”.

Como exemplo, Bill Gates, fundador da Microsoft, não inventou seu produto de software. Ele o comprou de um grupo de programadores de computador e então construiu uma das empresas mais poderosas e influentes da história mundial.

Gates não construiu um grande produto, mas construiu um grande negócio que o ajudou a se tornar o homem mais rico do mundo. 

Não se preocupe em fazer um ótimo produto. Concentre-se mais em iniciar um negócio para aprender a se tornar um grande empresário.

Michael Dell, da Dell Technologies, começou seu negócio de meio período em seu dormitório na Universidade do Texas. Ele teve que abandonar a faculdade porque seu negócio de meio período o estava deixando mil vezes mais rico do que qualquer trabalho para o qual estava estudando.

Jeff Bezos fundou a Amazon em uma garagem em regime de meio período. Esse jovem é um bilionário hoje.
 

Siga o caminho dos ricos

Quando olho para os 10% dos americanos que controlam a maior parte da riqueza do país e são donos dos grandes negócios, entendo exatamente como eles obtiveram sua riqueza. 

Eles encontraram seu espírito e sua missão, construíram um negócio e permitiram que outros compartilhassem seus sonhos, riscos e recompensas. Essa lista inclui pessoas como Bill Gates, Warren Buffett, Rupert Murdoch, Anita Roddick, Richard Branson, entre tantos outros.

Você pode fazer a mesma coisa se quiser. Basta seguir o mesmo diagrama com o qual Pai Rico me orientou – o Triângulo B-I.

Como Helen Keller disse: “a verdadeira felicidade não é alcançada por meio da autogratificação, mas por meio da fidelidade a um propósito digno”.

Jogue com inteligência,

Robert Kiyosaki

A Inversa é uma Casa de Análise regularmente constituída e credenciada perante CVM e APIMEC.

Todos os nossos profissionais cumprem as regras, diretrizes e procedimentos internos estabelecidos pela Comissão de Valores Mobiliários em sua Instrução 598, e pelas Políticas Internas estabelecidas pelos Departamentos Jurídico e de Compliance da Inversa.

A responsabilidade pelas publicações que contenham análises de valores mobiliários é atribuída a Felipe Paletta, profissional certificado e credenciado perante a APIMEC.

Nossas funções são desempenhadas com absoluta independência, não sendo dotadas de quaisquer conflitos de interesse, e sempre comprometidas na busca por informações idôneas e fidedignas visando fomentar o debate e a educação financeira de nossos destinatários.

O conteúdo da Inversa não representa quaisquer ofertas de negociação de valores mobiliários e/ou outros instrumentos financeiros. Os destinatários devem, portanto, desenvolver as suas próprias avaliações.

Todo o material está protegido pela Lei de Direitos Autorais e é de uso exclusivo de seu destinatário, sendo vedada a sua reprodução ou distribuição, seja no todo ou em parte, sem prévia e expressa autorização da Inversa, sob pena de sanções nas esferas cível e criminal.  

Conteúdo protegido contra cópia