Investigador Financeiro #37 - Não culpe a falta de dinheiro

Andre Zara Publicado em 05/12/2018
4 min
Retornos são como bola de neve

Olá.

Primeiro gostaria de agradecer as dezenas de e-mails que recebi comentando sobre a nova seção de perguntas na newsletter. Fiquei muito contente com as mensagens, o que me incentivou muito.

Lembre-se: se tiver dúvidas sobre investimentos é só enviar para o e-mail investigador@inversapub.com. Prometo que vou ler todos e fazer o possível para responder.

Antes de chegar à questão de hoje, preciso comentar que fiquei bastante surpreso com as perguntas sobre as corretoras de valores, as instituições em que você cria uma conta e realiza os investimentos.

Senti uma grande insegurança que, na verdade, não é justificada. Afinal, as instituições servem apenas como intermediárias.

E se você não sabe, entenda que a maioria dos ativos financeiros fica registrada no seu CPF. Ou seja, se a corretora quebrar, você não perderá seus investimentos.

Os grandes bancos também têm corretoras e você pode abrir uma conta nelas, porém, você já deve ter percebido que indicamos as corretoras independentes, pois os custos de operar nelas costumam ser mais baratos.

O processo de abertura de conta é todo on-line e não há cobrança para você fazer o cadastro. Eu tenho conta na Easynvest e XP, por exemplo, mas outras pessoas aqui da Inversa utilizam a Clear, Rico, etc.

A verdade é que, por causa da concorrência, as corretoras acabam competindo e os valores para se operar ficaram bastante parecidos. A diferença é a seleção de ativos que você encontra em cada uma, como fundos de investimentos ou CDBs de diferentes bancos.

Agora, vamos à questão de hoje...

 

“Olá, André. Minha grana é muito pouca, mas queria investir e reinvestir e ver esse pequeno investimento se transformar em uma verdadeira bola de neve. Isto é possível?” - Romualdo S.

Romualdo, isso é possível e é exatamente a beleza de se investir. O que gera o efeito “bola de neve” é o poder dos juros compostos, mas o que vai turbinar os seus investimentos é a disciplina. Se você tem pouco grana, isso é ainda mais importante.

E vou explicar isso com um exemplo:

Digamos que você vai começar a investir do zero. Você tem uma grana inicial de R$ 1.000 para iniciar sua reserva de emergência – falei desse assunto na newsletter da semana passada.

Para fazer isso, pode investir no título Tesouro Selic 2023. Digamos que você aplicou os mil reais e não fez mais nenhum aporte. Ao final de dois anos, se a taxa Selic se mantiver no patamar atual de 6,5%, você terá R$ 1.134,22, menos os 15% do Imposto de Renda sobre os retornos (ou seja, só sobre os R$ 134,22).  

Mas se você for disciplinado, e for aplicando todos os meses mais R$ 100 durante o período, terá no final um valor acumulado de R$ 3.685,23, sendo que R$ 285,23 serão só dos juros. Ou seja, é importante aplicar todos os meses para fazer seu dinheiro crescer mais rápido.

Conforme sua grana for aumentando, terá retornos ainda maiores.Lembre-se de que dinheiro gera dinheiro.

Vamos dizer que você foi disciplinado e juntou R$ 10 mil. Você aplica no mesmo Tesouro Selic, só que investindo mais R$ 200 todos os meses, pelos mesmos dois anos. No final terá R$ 16.444,32, sendo R$ 1.644,32de juros.

Esse é o poder dos juros compostos aliado à disciplina de investir sempre. Que tal colocar essas duas forças poderosas em seu favor? Prometo que é simples e não vai ocupar muito do seu tempo. Na verdade, é uma grana fácil sem ter que trabalhar a mais por isso.   

Um abraço,

André Zara

A Inversa é uma Casa de Análise regulada pela CVM e credenciada pela APIMEC. Produzimos e publicamos conteúdo direcionado à análise de valores mobiliários, finanças e economia.
 
Adotamos regras, diretrizes e procedimentos estabelecidos pela Comissão de Valores Mobiliários em sua Resolução nº 20/2021 e Políticas Internas implantadas para assegurar a qualidade do que entregamos.
 
Nossos analistas realizam suas atividades com independência, comprometidos com a busca por informações idôneas e fidedignas, e cada relatório reflete exclusivamente a opinião pessoal do signatário.
 
O conteúdo produzido pela Inversa não oferece garantia de resultado futuro ou isenção de risco.
 
O material que produzimos é protegido pela Lei de Direitos Autorais para uso exclusivo de seu destinatário. Vedada sua reprodução ou distribuição, no todo ou em parte, sem prévia e expressa autorização da Inversa.
 
Analista de Valores Mobiliários responsável (Resolução CVM n.º 20/2021): Antonyo Giannini, CNPI EM-2476

Conteúdo protegido contra cópia