Investigador Financeiro #36 - Você pergunta, eu respondo

Andre Zara Publicado em 28/11/2018
3 min
Estamos juntos

Olá.

Atendendo a pedidos, decidi criar uma seção de perguntas e respostas na newsletter. Eu recebo dezenas de perguntas por semana e acho que está na hora de tentar responder mais especificamente.
Eu ainda vou escrever sobre diversos temas de mercado e novidades da Inversa, mas acho que uma seção dedicada às suas questões será muito interessante.
A vantagem é que vou usar toda a expertise da Inversa e dos seus especialistas para fazer isso. Ou seja, teremos à disposição nomes como Ivan Sant’Anna e Pedro Cerize para ajudar a resolver todos os seus dilemas de investimento.
Então, sem mais delongas...


Você pergunta, eu respondo:
(Faça sua pergunta aqui)



Tenho uma graninha pra investir, mas não tenho paciência pra ficar vendo altas e baixas em bolsa de valores. Como poderia investir e ficar tranquilo sem ter que ficar movimentando o dinheiro pra lá e pra cá, entendeu? - Claudionor T.

Claudionor, na minha opinião, se você está buscando praticidade tem de escolher ativos que não vão exigir muito acompanhamento.

Nesse caso, a renda fixa (Tesouro Direto, CDB, LCI, etc) é uma boa pedida. É só escolher os ativos, comprar e esperar o vencimento deles. Muito simples e sem variações de preço – você leva o retorno que foi acordado na compra.
Mas você não precisa abandonar os retornos da Bolsa só porque não tem paciência para acompanhar as variações.

Uma forma descomplicada de investir na Bolsa é por meio de ETFs. Na semana passada, eu falei do ETF BOVA11. Se você não leu, veja aqui. Ele é ideal para quem quer começar na Bolsa: oferece diversificação, mas comprando apenas um ativo.

E lembre-se que você pode combinar a renda fixa com os ETFs (renda variável) e terá uma carteira de investimento completa e simples de acompanhar, só ajustando os pesos dos ativos dependendo dos movimentos do mercado.

A Bolsa vai subir? Vende um pouco de renda fixa e compra mais ETF. Mercado ficou instável? Vende ETF e compra mais renda fixa. Simples assim.

Nós fizemos uma simulação bem interessante aqui para demonstrar o poder dessa combinação, mesmo que de forma muito simplificada.

Imagine que você tivesse R$ 10 mil para investir no começo deste ano. Se tivesse aplicado na poupança, teria hoje R$ 10.384,99.

No entanto, se tivesse feito uma carteira conservadora composta de 80% de renda fixa (só Tesouro Selic) e 20% de renda variável (BOVA11) teria R$ 10.733,91. Ou seja, teria lucrado quase o dobro.

Escreva para mim contando a sua opinião no investigador@inversapub.com. Você também pode fazer uso desse canal para perguntar o que quiser sobre investimentos.

Um abraço,

André Zara

Lucros, consistência e tranquilidade na Bolsa. Palestra na UNICAMP Exclusiva (Veja agora!)

A Inversa é uma Casa de Análise regularmente constituída e credenciada perante CVM e APIMEC.

Todos os nossos profissionais cumprem as regras, diretrizes e procedimentos internos estabelecidos pela Comissão de Valores Mobiliários em sua Instrução 598, e pelas Políticas Internas estabelecidas pelos Departamentos Jurídico e de Compliance da Inversa.

A responsabilidade pelas publicações que contenham análises de valores mobiliários é atribuída a Felipe Paletta, profissional certificado e credenciado perante a APIMEC.

Nossas funções são desempenhadas com absoluta independência, não sendo dotadas de quaisquer conflitos de interesse, e sempre comprometidas na busca por informações idôneas e fidedignas visando fomentar o debate e a educação financeira de nossos destinatários.

O conteúdo da Inversa não representa quaisquer ofertas de negociação de valores mobiliários e/ou outros instrumentos financeiros. Os destinatários devem, portanto, desenvolver as suas próprias avaliações.

Todo o material está protegido pela Lei de Direitos Autorais e é de uso exclusivo de seu destinatário, sendo vedada a sua reprodução ou distribuição, seja no todo ou em parte, sem prévia e expressa autorização da Inversa, sob pena de sanções nas esferas cível e criminal.  

Conteúdo protegido contra cópia