Investigador Financeiro #31 - Bolsanaro vs Haddólar

Andre Zara Publicado em 10/10/2018
3 min
Não é amor, só negócios

Oi.

Esta semana, uma amiga me telefonou pedindo conselhos sobre investimento. Ela queria saber como agir: estava preocupada com a possível vitória do Bolsonaro. Sendo uma ferrenha eleitora da esquerda, viu nos investimentos uma forma de se proteger dos riscos percebidos com a eleição do capitão.

O meu primeiro conselho foi separar ideologia de investimentos. Não importa quem você deseja como presidente, mas quem de fato será.

O mercado separa muito bem as suas paixões: quando Lula foi eleito, em 2002, a Bolsa despencou, mas nos anos seguintes só subiu. E se hoje está enamorado pelo Bolsonaro, amanhã pode se desiludir e ficar de mau humor. Não é amor, só negócios. Não se iluda!

E como já relatei em uma newsletter passada, o jogo até o final das eleições será binário: Bolsa (Bolsonaro) ou dólar (Haddad). É o rali do segundo turno que apelidamos aqui na Inversa, de forma curiosa, de “Bolsanaro vs Haddólar”.

Minha amiga ficou meio cabreira com meu conselho, argumentando que o Brasil vai dar muito errado sob o comando do capitão, por isso, deveria comprar dólares. Até faz sentido, mas ela precisaria ter uma bola de cristal (ou máquina do tempo) para acertar esse trade. Muitos acharam que a eleição de Donald Trump, nos Estados Unidos, iria causar um desastre financeiro, mas a economia por lá não para de crescer...

Conforme ela argumentava, e eu rebatia suas respostas, fui perdendo a paciência e acabei usando uma frase que roubei do Pedro Cerize: “você quer estar certa ou ganhar dinheiro?”. Isso a atingiu como um raio e, finalmente, a convenceu.

Eu recomendei que ela lesse urgentemente a última edição de A Carta, em que o Pedro fez uma importante mudança de alocação em seu portfólio. Quem já é leitor da série conseguiu lucrar com o primeiro turno e, agora, está preparado para se beneficiar também no segundo.

Outra sugestão que dei foi conhecer as 3 ações indicadas pelo investidor Money Maker para aproveitar o mês de outubro e a reta final eleitoral – parece que o bull market está se aproximando. E o MM não para de nos surpreender. Quando o mercado estava em baixa, fechou várias operações com ganhos de até 15%. Agora, com a Bolsa para cima, sua carteira está simplesmente voando. É de fazer inveja...

Como reforcei para a minha amiga, não importa em qual candidato você vota – isso deve ser feito de acordo com suas preferências. Mas, na hora de investir, deixe as suas certezas e ideologias de lado e faça suas apostas conforme os fatos forem se revelando. Ganha quem sabe disso e observa o mercado sem paixão.

No final, ganhar dinheiro tem um propósito claro e objetivo: tornar você livre, não importa quem esteja no poder.

Escreva para mim contando a sua opinião no investigador@inversapub.com. Você também pode fazer uso desse canal para perguntar o que quiser sobre investimentos.

Um abraço,

André Zara

A série Bitcoin, o Investimento da Década já está no ar...
Um ativo, 9.150.088% de valorização, 18 mil milionários feitos só com esta moeda digital... Veja aqui.

A Inversa é uma Casa de Análise regularmente constituída e credenciada perante CVM e APIMEC.

Todos os nossos profissionais cumprem as regras, diretrizes e procedimentos internos estabelecidos pela Comissão de Valores Mobiliários em sua Instrução 598, e pelas Políticas Internas estabelecidas pelos Departamentos Jurídico e de Compliance da Inversa.

A responsabilidade pelas publicações que contenham análises de valores mobiliários é atribuída a Felipe Paletta, profissional certificado e credenciado perante a APIMEC.

Nossas funções são desempenhadas com absoluta independência, não sendo dotadas de quaisquer conflitos de interesse, e sempre comprometidas na busca por informações idôneas e fidedignas visando fomentar o debate e a educação financeira de nossos destinatários.

O conteúdo da Inversa não representa quaisquer ofertas de negociação de valores mobiliários e/ou outros instrumentos financeiros. Os destinatários devem, portanto, desenvolver as suas próprias avaliações.

Todo o material está protegido pela Lei de Direitos Autorais e é de uso exclusivo de seu destinatário, sendo vedada a sua reprodução ou distribuição, seja no todo ou em parte, sem prévia e expressa autorização da Inversa, sob pena de sanções nas esferas cível e criminal.  

Conteúdo protegido contra cópia