Inimigos do Investidor #11 - Bonito, mas dói no pé

André Barros, o "Money Maker" Publicado em 07/02/2020
1 min
De nada adianta um sapato bonito que não se possa usar. Ou que se use apenas em raras ocasiões, e a custa de sofrimento. Troque sapato bonito por estratégia de investimento e a ideia é a mesma.

Nota do editor:Você sabe como lucrar com ações na Bolsa? Na edição de hoje, o Money Maker explica como a sua estratégia vem batendo o mercado há três anos. Para entender todos os detalhes, leia abaixo e assista aqui, gratuitamente, uma aula completa em que ele explica todos os detalhes. 

Caro leitor,
  
Certamente você já passou por essa situação. Chega na loja, vê aquele sapato bacana, pede para experimentar e vem a decepção: nem um pouco confortável.
  
Às vezes, a situação fica pior: é tão bonito e o preço está tão bom que você acaba levando assim mesmo. Afinal, com o tempo se ajusta no pé, não é mesmo?
  
Mulheres, então, conhecem esse ponto melhor do que nós, homens. Talvez não confessem abertamente, mas posso apostar que no acervo guardado no armário deve ter aquele “bonitinho, mas ordinário”. 
   
Aquele que virou um arrependimento escondido no meio de vários outros ou é aquele que, de tão bonito, vale uns calos e dores para uma ocasião especial.
  
E que raios isso tem a ver com investimentos? Mais do que você possa imaginar num primeiro momento.
  
Pensei nisso nesses dias em que estou montando o curso onde irei ensinar a estratégia que uso para investir em ações. Seria ela o único caminho para o investidor? Bom e perfeito para qualquer pé e ocasião?
   
Não, claro que não. Por mais que eu queira ter um bom número de participantes no curso, é muito importante que se diga que não há um único caminho para ser bem-sucedido na bolsa.
   
O mais importante é que você descubra o caminho que melhor atenda suas características e pretensões. Boa estratégia é aquela que você irá conseguir colocar em prática. Isso significa não somente ser rentável, mas também estar confortável com a estratégia.
   
Confortável aqui, entenda, por ser viável na aplicação diária. Que sua execução não seja um sofrimento. Que não fique no armário sem uso, esperando aquela ocasião especial.
   
De nada adianta um sapato bonito que não se possa usar. Ou que se use apenas em raras ocasiões, e a custa de sofrimento. Troque sapato bonito por estratégia de investimento.
   
Quando gravei a Masterclass do curso que lançaremos na próxima semana busquei mostrar o que caracteriza a estratégia Money Maker não só para convencê-lo a participar, mas também para que você avalie se ela se “casa” com o seu perfil de investidor. 
  
Avalie com atenção, pois o valor dela só se materializa se realmente colocá-la em prática. Assista também a Masterclass – acesso pode ser feito por aqui –para colher alguns insights que, para mim, foram poderosos. Tenho certeza de que para você também serão.
  
Ficarei feliz se você se juntar ao grupo nessa jornada que começaremos na semana que vem. Assim como também ficarei feliz se a Masterclass lhe ajudar, mas você entender que a estratégia não combina com o seu perfil. Não compre sapatos apenas para deixar no armário.
   
Tenha essa mentalidade sempre que encontrar uma nova rota para investir, qualquer que seja ela: mais do que bonita, serve para mim e irei realmente usar?
  
Vamos juntos?

André Barros (Money Maker)

Lucros, consistência e tranquilidade na Bolsa. Palestra na UNICAMP Exclusiva (Veja agora!)

A Inversa é uma Casa de Análise regularmente constituída e credenciada perante CVM e APIMEC.

Todos os nossos profissionais cumprem as regras, diretrizes e procedimentos internos estabelecidos pela Comissão de Valores Mobiliários em sua Instrução 598, e pelas Políticas Internas estabelecidas pelos Departamentos Jurídico e de Compliance da Inversa.

A responsabilidade pelas publicações que contenham análises de valores mobiliários é atribuída a Felipe Paletta, profissional certificado e credenciado perante a APIMEC.

Nossas funções são desempenhadas com absoluta independência, não sendo dotadas de quaisquer conflitos de interesse, e sempre comprometidas na busca por informações idôneas e fidedignas visando fomentar o debate e a educação financeira de nossos destinatários.

O conteúdo da Inversa não representa quaisquer ofertas de negociação de valores mobiliários e/ou outros instrumentos financeiros. Os destinatários devem, portanto, desenvolver as suas próprias avaliações.

Todo o material está protegido pela Lei de Direitos Autorais e é de uso exclusivo de seu destinatário, sendo vedada a sua reprodução ou distribuição, seja no todo ou em parte, sem prévia e expressa autorização da Inversa, sob pena de sanções nas esferas cível e criminal.  

Conteúdo protegido contra cópia