Gritty Investor #78 - Bons ensinamentos sobrevivem ao tempo

Pedro Cerize Publicado em 25/09/2020
5 min
Compartilho com você conselhos valiosos dados na cerimônia da minha formatura

Conteúdo também disponível em vídeo e áudio. Clique abaixo para acessar a plataforma:

Youtube Spotify Apple Google Deezer

Nota do editor: Pedro Cerize apresenta para você conselhos valiosos dados por Marcel Telles para toda a vida

Oi.

Me formei em 1991 em meio ao caos econômico e político que se seguiu à eleição de Collor. Ninguém mais confiava na classe política e o movimento do impeachment estava começando a se formar. A Bolsa tinha sido arrasada após os sucessivos fracassos econômicos do plano Cruzado, da moratória da dívida externa e do confisco promovido pelo plano Collor.

Era o final de um ciclo e o início de outro. Era um ponto final: sentimento de terra arrasada e de que nada de bom poderia sair daquilo. O que se seguiu foi o impeachment, um governo fraco de transição, o Plano Real, FHC, privatizações... a Bolsa subiu meros 2.818 por cento, em dólares (28x), naquele ciclo.

Só consegui cursar a FGV (Fundação Getulio Vargas) graças ao fundo de bolsas para alunos carentes, que financiou 90 por cento da minha mensalidade. Precisava muito começar a pagar minhas próprias contas e já durante a faculdade fazia o que podia para ganhar algum dinheiro.

Fui monitor de Economia durante todo o curso (meio salário mínimo) e, por coincidência, todos os professores que eu auxiliei eram do PT (incluindo Eduardo Suplicy), o que me ajudou muito a conhecer quem eram os “pensadores” do partido.

Dei aula particular de matemática para alunos da escola Pueri Domus. Dizem alguns que, pelo preço certo, eu fazia provas de matemática e economia para alunos da PUC, que não eram obrigados a assistir às aulas, desde que fizessem as provas. Como os professores não os conheciam, qualquer um podia fazer a prova por eles. Mas esse fato nunca foi comprovado.

No final do ano, eu trabalhava como vendedor temporário em lojas de shopping. Olhando hoje, tudo isso serviu de aprendizado. Naquela época, a função era mais mundana: arrumar dinheiro para gastar com as namoradas, já que meus pais não me ajudavam muito nessa parte.

Perto de me formar comecei a participar de processos seletivos enquanto trabalhava na Socopa Corretora como estagiário. Sabia que na Bolsa teria uma chance de ficar rico. Não tinha ideia de como fazer isso, mas confiança e otimismo nunca me faltaram.

Quando finalmente me formei tinha duas propostas de emprego: na própria Socopa para ganhar algo próximo a USD 500/mês ou na Gessy Lever (atual Unilever) ganhando USD 1.500/mês. Eu queria continuar na Socopa pelo sonho, mas a necessidade me empurrava para o salário maior.

Mas antes da decisão veio a formatura. Lá discursou um desconhecido do grande público até então: Marcel Telles. Veja o vídeo.

Um ensinamento é bom se sobrevive ao teste do tempo. Principalmente nas teorias de administração em que as verdades mudam constantemente.

Poucas se mantêm válidas e são justamente essas as únicas que importam. Apesar de falar sobre administração de empresas, elas se aplicam fielmente a investimentos em geral.

Os principais pontos que ele levantou naquela noite ainda permanecem imaculadamente válidos após quase trinta anos:

• O óbvio não existe;

• As coisas dão errado;

• Tudo tem que ter um dono;

• Nome (reputação) é o ativo mais importante de uma pessoa ou de uma empresa;

• No final, tudo se resume a gente;

• Quem pensa grande, faz grande;

• Nunca pare de investir em aprendizado.

Insisto para que você gaste seis minutos assistindo ao vídeo em que ele explica cada ponto. Nunca mais encontrei o Marcel pessoalmente, mas sou eternamente grato por aquelas palavras.

Pelo menos a minha vida ele mudou para melhor. Estou dividindo com você algo que realmente foi importante para mim.

Após aquele discurso, optei pelo emprego na Socopa e, por isso, estou aqui hoje escrevendo sobre investimentos para você.

Um abraço,

Pedro Cerize

O mercado entrou novamente em um período de volatilidade alta. Nosso objetivo na calculadora: te entregar 12% ao mês operando apenas 2 ações. Dá uma olhada aqui e me diga o que acha. 

A Inversa é uma Casa de Análise regularmente constituída e credenciada perante CVM e APIMEC.

Todos os nossos profissionais cumprem as regras, diretrizes e procedimentos internos estabelecidos pela Comissão de Valores Mobiliários em sua Instrução 598, e pelas Políticas Internas estabelecidas pelos Departamentos Jurídico e de Compliance da Inversa.

A responsabilidade pelas publicações que contenham análises de valores mobiliários é atribuída a Felipe Paletta, profissional certificado e credenciado perante a APIMEC.

Nossas funções são desempenhadas com absoluta independência, não sendo dotadas de quaisquer conflitos de interesse, e sempre comprometidas na busca por informações idôneas e fidedignas visando fomentar o debate e a educação financeira de nossos destinatários.

O conteúdo da Inversa não representa quaisquer ofertas de negociação de valores mobiliários e/ou outros instrumentos financeiros. Os destinatários devem, portanto, desenvolver as suas próprias avaliações.

Todo o material está protegido pela Lei de Direitos Autorais e é de uso exclusivo de seu destinatário, sendo vedada a sua reprodução ou distribuição, seja no todo ou em parte, sem prévia e expressa autorização da Inversa, sob pena de sanções nas esferas cível e criminal.  

Conteúdo protegido contra cópia