Gritty Investor #41 - O Poder da Consistência

Pedro Cerize Publicado em 09/03/2018
4 min
Uma vitória de cada vez

Gritty Investor

Oi.

Estamos em março e nessa fase eu já estou cansado da rotina de treinos e ainda não estou em forma para competir bem. Disputei 2 provas nessas últimas semanas e senti que perdi em ambas. Não para os outros “velhinhos” da minha categoria, mas principalmente para minhas expectativas. Fiquei sempre naquela zona de desconforto controlado de treinos. Nunca entrei no que muitos atletas chamam de “a zona”. Ayrton Senna falava sobre esse estado em que ele parecia estar fora do carro, simplesmente observando o desenrolar da corrida.
      
Essas fases nos levam a questionar se não precisamos fazer uma mudança geral nos treinos, inovar, tentar coisas diferentes. Aproveitei para olhar o que estava acontecendo comigo nessa época em anos anteriores. Para o meu alívio, vi que não havia nada muito diferente. Toda vez é a mesma coisa. Volta aos treinos fora de forma e expectativas elevadas criam a combinação ideal para frustração. Como em todas as outras vezes, eu simplesmente continuei treinando e eventualmente melhorei no esporte.

Tem épocas na Bolsa em que tudo que a gente faz dá certo. Dá para olhar o mercado quase como um teatro com uma peça de enredo previsível. É difícil controlar o otimismo. Parece que encontramos a fórmula mágica do sucesso. Em outras épocas, porém, por mais que nos esforcemos, os resultados não aparecem (ou pior, são negativos). Como nossa memória para eventos recentes impacta muito mais nosso humor do que eventos distantes, vivemos nessa montanha-russa de otimismo e pessimismo. 
       
Vivo batendo na mesma tecla: acho que existem muitas semelhanças entre o esporte e os investimentos. Estou começando a acreditar que existem algumas regras humanas gerais, que se aplicam de maneira semelhante a todas as atividades. O nome desta publicação é uma referência direta ao que eu considero um elemento fundamental para o sucesso nos investimentos e nos esportes: Grit (termo em inglês). Essa palavra pode ser definida como uma paixão e perseverança duradoura para atingir um objetivo específico de longo prazo.
      
Mas essas palavras podem soar vazias se não puderem ser aplicadas rapidamente no dia a dia. Precisamos fazer algo que nos aproxime de nosso objetivo, todo dia. Não fique se remoendo tentando encontrar o grande salto na sua vida. Histórias de sucesso relâmpago são o pior exemplo de como se inspirar para ficar rico. Assim também são as dietas milagrosas de duas semanas, os cremes para celulite e para a calvície. Por isso, repito: sempre desconfie de tudo que prometa um caminho rápido e fácil para o sucesso. 
      
Não vou criar 7 passos para felicidade, saúde, sorte no amor ou riqueza fácil. Só vou lançar um desafio a você. Todo mundo sabe que tem alguma coisa errada para melhorar. Podem ser coisas óbvias como parar de fumar, ver novela, gastar demais. Mas podem ser coisas pequenas, hábitos quase inocentes dos quais não nos orgulhamos.

Meu desafio é: escolha algo simples que você pode melhorar e faça isso hoje. Tenha certeza de que será uma vitória certa. Torne-se melhor de hoje para amanha. Um pouco melhor, mas, definitivamente, melhor. 
        
Depois, repita o processo. Em dois anos, fica difícil descrever a magnitude da melhoria possível. Comece cortando o que é ruim. Depois tente adicionar o que é bom (ex.: corte o açúcar antes de entrar na academia). É mais fácil acabar com o que é ruim do que construir o que é bom. Faça isso consistentemente e você será um investidor, um atleta ou qualquer outra coisa em que você quiser ser melhor.
        
Quando comecei a correr na esteira há 8 anos, depois de 12 minutos a 10 km/h, tive que parar pois estava exausto. Aquele primeiro “treino” foi sem dúvida o mais importante. E foi tentando melhorar um pouco a cada dia na corrida e depois no triatlo que fiz coisas que jamais julguei serem possíveis. Além da saúde e do senso de realização, encontrei uma válvula de escape para uma ansiedade enorme que sempre me prejudicou como investidor. Tentando ser um atleta amador melhor acho que me tornei um investidor mais equilibrado. 
        
E o segredo para a realização não está no objetivo final, mas sim no caminho: foque em uma vitória de cada vez.
    
O que achou da newsletter de hoje? Escreva para gritty@inversapub.com com seus comentários! Vou ler cada mensagem. 

A Inversa é uma Casa de Análise regularmente constituída e credenciada perante CVM e APIMEC.

Todos os nossos profissionais cumprem as regras, diretrizes e procedimentos internos estabelecidos pela Comissão de Valores Mobiliários em sua Instrução 598, e pelas Políticas Internas estabelecidas pelos Departamentos Jurídico e de Compliance da Inversa.

A responsabilidade pelas publicações que contenham análises de valores mobiliários é atribuída a Felipe Paletta, profissional certificado e credenciado perante a APIMEC.

Nossas funções são desempenhadas com absoluta independência, não sendo dotadas de quaisquer conflitos de interesse, e sempre comprometidas na busca por informações idôneas e fidedignas visando fomentar o debate e a educação financeira de nossos destinatários.

O conteúdo da Inversa não representa quaisquer ofertas de negociação de valores mobiliários e/ou outros instrumentos financeiros. Os destinatários devem, portanto, desenvolver as suas próprias avaliações.

Todo o material está protegido pela Lei de Direitos Autorais e é de uso exclusivo de seu destinatário, sendo vedada a sua reprodução ou distribuição, seja no todo ou em parte, sem prévia e expressa autorização da Inversa, sob pena de sanções nas esferas cível e criminal.  

Conteúdo protegido contra cópia