Gritty Investor #36 - Educando pelo exemplo e cuidando do seu dinheiro

Pedro Cerize Publicado em 02/02/2018
2 min
Vou contar apenas uma história e dar um conselho.

Gritty Investor

Oi,
  
Quando me propus a escrever uma newsletter semanal, sabia que um dia fatalmente eu estaria sem nada importante pra falar. Então, se você quiser parar de ler agora, tudo bem, volte na semana que vem. Vou contar apenas uma história e dar um conselho. Prometo ser rápido.
    
Eu cresci num mundo muito diferente do atual. Meu pai e meus tios fumavam dentro de casa. O programa da Xuxa estava começando e nunca me passou pela cabeça que havia algo errado ali. Era comum os homens da família contarem vantagem sobre a resistência ao álcool, principalmente nas festas de fim de semana. Esse era o exemplo que eu buscava seguir.
    
Ninguém praticava esporte, nem defendia os animais e o meio ambiente, e temas como homofobia e machismo eram simplesmente inexistentes. Somos ao mesmo tempo produto do meio em que vivemos e dos hábitos que adotamos.

Um dia, na adolescência, meu pai ficou bravo por me ver chegar embriagado em casa. Eu disse a ele: “Se você bebe, por que eu não posso beber?” Touché! Ponto para o moleque. Mas meu pai me pagou na mesma moeda. Depois daquele dia ele nunca mais bebeu e nunca mais pediu para eu não beber. Hoje eu não bebo mais nada.
    
Se você é pai ou mãe, vai entender melhor o meu conselho. Cuide do seu dinheiro como você cuidaria do dinheiro dos seus filhos. Somos muito negligentes com nós mesmos. Comemos mal, não damos prioridade para a nossa saúde, nem nos preocupamos muito em continuar aprendendo. Mas, quando se trata de nossos filhos, tudo muda. Queremos dar a eles uma alimentação saudável, uma boa noite de sono, uma boa escola e o melhor médico.
     
Cuidamos ainda menos do nosso dinheiro que da nossa saúde. Preguiça de ler o prospecto do fundo de investimento, de saber o que a empresa por trás da ação faz, de se educar continuamente sobre o mercado, nos sentimos tentados diante de promessas de ganho rápido e milagroso... Esses são apenas alguns exemplos de desleixo com nossa vida financeira.
     
E se o dinheiro não fosse seu, mas sim de um fundo para sustentar o futuro e educação dos seus filhos, você agiria como? Compraria o primeiro fundo que o seu gerente indicasse? Entraria em uma ação simplesmente porque o seu amigo deu uma dica em uma festa de aniversário? Imagine ainda que no futuro você não estará aqui para ajudar. E seu filho vai continuar tocando a vida financeira dele, exatamente igual você fazia.
     
Cuide de você mesmo e de seu dinheiro como você cuida daqueles que você ama. Só essa mudança de atitude fará uma grande diferença na sua saúde financeira.

Quer acompanhar meus comentários sobre o cenário político em tempo real? Este é meu perfil no Twitter.

E não deixe de escrever para gritty@inversapub.com dizendo o que está achando dos meus textos.

A Inversa é uma Casa de Análise regularmente constituída e credenciada perante CVM e APIMEC.

Todos os nossos profissionais cumprem as regras, diretrizes e procedimentos internos estabelecidos pela Comissão de Valores Mobiliários em sua Instrução 598, e pelas Políticas Internas estabelecidas pelos Departamentos Jurídico e de Compliance da Inversa.

A responsabilidade pelas publicações que contenham análises de valores mobiliários é atribuída a Felipe Paletta, profissional certificado e credenciado perante a APIMEC.

Nossas funções são desempenhadas com absoluta independência, não sendo dotadas de quaisquer conflitos de interesse, e sempre comprometidas na busca por informações idôneas e fidedignas visando fomentar o debate e a educação financeira de nossos destinatários.

O conteúdo da Inversa não representa quaisquer ofertas de negociação de valores mobiliários e/ou outros instrumentos financeiros. Os destinatários devem, portanto, desenvolver as suas próprias avaliações.

Todo o material está protegido pela Lei de Direitos Autorais e é de uso exclusivo de seu destinatário, sendo vedada a sua reprodução ou distribuição, seja no todo ou em parte, sem prévia e expressa autorização da Inversa, sob pena de sanções nas esferas cível e criminal.  

Conteúdo protegido contra cópia