Gritty Investor #29 - Vou revelar a você o futuro

Pedro Cerize Publicado em 24/11/2017
3 min
Informação é poder?

Gritty Investor

Oi.

Informação é poder. Essa é uma verdade em todas as áreas. Porém, no mercado financeiro, informação tende a ser considerada a mais importante variável. Ela determina o sucesso ou o fracasso do investidor. Hoje vou questionar esse dogma.

Disciplina, persistência e pensamento independente são os ingredientes principais do sucesso no longo prazo. Informação demais ou de menos só atrapalha. Digo por experiência própria: disciplina foi sempre meu ponto fraco. Mas eu nunca desisti e sempre busquei meu próprio caminho. Com os três elementos dessa alquimia das finanças, cheguei vivo até aqui, mesmo que bastante arranhado. Não se iluda. Saber demais pode ser perigoso. Gera a doença com maior fatalidade para todo investidor: excesso de confiança.

Minha proposta é que você reflita sobre o que fazer com duas informações teóricas relevantes limitadas por uma condição: O que você faria com sua carteira de investimentos hoje se soubesse das informações abaixo?

Informação 1: Em maio de 2018, Lula vai confirmar sua candidatura pelo Partido dos Trabalhadores (PT) e estará na liderança das pesquisas eleitorais. Após absolvição pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), no caso envolvendo a compra do triplex, não haverá impedimento à candidatura dele. A narrativa de que nada se provou contra Lula e que a Justiça agora está reconhecendo isso vai confirmá-lo como um candidato forte à Presidência da República. A reforma da Previdência não foi aprovada no final de 2017 e saiu de pauta em um ano eleitoral.

Informação 2: Em janeiro de 2019, Luciano Huck assume como presidente com uma agenda de reformas fiscais (Previdência), econômicas (independência do Banco Central e privatizações), administrativas (redução da máquina estatal) e políticas (voto distrital). O ministro da Fazenda será Armínio Fraga. Um discurso moderado e de união conseguiu trazer para a base do governo os principais partidos de centro-direita (PMDB, DEM e afins) e centro-esquerda (PSDB, PPS, PDT e afins), isolando definitivamente os partidos de esquerda na oposição.

Condição: Após tomar a decisão de investimento, você vai esquecer o que sabia sobre o futuro.

Se você montar uma posição pessimista, vai começar ganhando dinheiro. Esse ganho inicial tenderá a reforçar sua convicção de que o pior vai acontecer. Com essa convicção, vai ser improvável aproveitar a oportunidade única de comprar em maio.

Se você montar uma posição otimista hoje, vai ganhar dinheiro ao final do processo, entretanto, correrá o risco enorme de zerar essa posição antes da hora com perdas em maio, quando a combinação de todos os medos se juntarem para criar um clima de total pessimismo no mercado.

Para simplificar as respostas, você está restrito a três possibilidades.

1) Aposta pessimista: acredita que vai conseguir mudar de posição na hora certa.

2) Aposta otimista: acredita que vai conseguir segurar a posição no pior momento.

3) Manter a carteira: como se nunca tivesse visto o futuro.

O que você faria?

 

A Inversa é uma Casa de Análise regularmente constituída e credenciada perante CVM e APIMEC.

Todos os nossos profissionais cumprem as regras, diretrizes e procedimentos internos estabelecidos pela Comissão de Valores Mobiliários em sua Instrução 598, e pelas Políticas Internas estabelecidas pelos Departamentos Jurídico e de Compliance da Inversa.

A responsabilidade pelas publicações que contenham análises de valores mobiliários é atribuída a Felipe Paletta, profissional certificado e credenciado perante a APIMEC.

Nossas funções são desempenhadas com absoluta independência, não sendo dotadas de quaisquer conflitos de interesse, e sempre comprometidas na busca por informações idôneas e fidedignas visando fomentar o debate e a educação financeira de nossos destinatários.

O conteúdo da Inversa não representa quaisquer ofertas de negociação de valores mobiliários e/ou outros instrumentos financeiros. Os destinatários devem, portanto, desenvolver as suas próprias avaliações.

Todo o material está protegido pela Lei de Direitos Autorais e é de uso exclusivo de seu destinatário, sendo vedada a sua reprodução ou distribuição, seja no todo ou em parte, sem prévia e expressa autorização da Inversa, sob pena de sanções nas esferas cível e criminal.  

Conteúdo protegido contra cópia