Global Investor #01: A nova Bolsa de Singapura que faz uso da tecnologia Blockchain

Hoje eu estou aqui para falar de uma nova fronteira de investimentos em Singapura que, apesar de não estar ligada diretamente às criptomoedas, utiliza a tecnologia da Blockchain da Ethereum.

Olá, investidor.

Aqui é o Marink Martins.

Estou de volta à Inversa. Toda semana, vou vir contar a você o que está acontecendo nos mercados globais – e o que pode respingar no Brasil.

Para quem não me conhece, tenho mais de 25 anos de carreira: trabalhei em Nova York pelo Banco Bozano, Simonsen; como trader de opções (que é o que faço até hoje); passei pela área de Relações com Investidores e pela corretora ICAP.  Em 2019, traduzi o livro "Clash of Empires", escrito pelo estrategista Louis-Vincent Gave, fundador da casa de pesquisa Gavekal.

Mas o assunto de hoje é Singapura.


A pandemia associada à Covid-19 foi reveladora ao demonstrar que alguns países e regiões são mais vulneráveis às adversidades sanitárias e econômicas. Neste sentido, não há dúvidas de que os países asiáticos estão se saindo bem melhor do que os ocidentais.

Seja pela experiência de já ter convivido com adversidades sanitárias, seja pela disciplina fiscal adquirida após a crise asiática do fim dos anos 90, o fato é que, não só a China, mas também o sudeste asiático, vem ganhando importância global ao longo dos últimos anos.

Em especial, podemos citar Singapura – posicionada estrategicamente na ponta da península Malaia – que deverá desempenhar um papel muito importante nos próximos anos.

Confesso que, se estivesse iniciando a minha carreira neste momento, consideraria estudar no país. Acredito que Singapura, juntamente com Hong Kong, será um dos principais centros financeiros globais em um mundo em que Ásia estará no epicentro da produção e do consumo global.

No vídeo que preparei para você hoje, falo não só de Singapura, mas também da Abaxx Technologies, empresa que está criando uma bolsa de commodities que fará uso da tecnologia Blockchain e de ativos tokenizados. Capitaneada por Josh Crumb – ex-trader de commodities da Goldman Sachs – a Abaxx já conta com alguns investidores conhecidos, como o bilionário canadense Robert Friedland e o gestor da Hayman Capital, Kyle Bass.

O fato é que todos os envolvidos sabem que caminhamos para um mundo bem diferente. O aquecimento global se intensifica e, finalmente, já há como coibir o aumento do uso de combustíveis fósseis. Assim, iniciativas como a da Abaxx contemplam novas formas de negociação de commodities em um mundo que precisa limitar a emissão de carbono no planeta.

Espero que você curta o vídeo!

Um abraço,

Marink Martins

A Inversa é uma Casa de Análise regulada pela CVM e credenciada pela APIMEC. Produzimos e publicamos conteúdo direcionado à análise de valores mobiliários, finanças e economia.
 
Adotamos regras, diretrizes e procedimentos estabelecidos pela Comissão de Valores Mobiliários em sua Resolução nº 20/2021 e Políticas Internas implantadas para assegurar a qualidade do que entregamos.
 
Nossos analistas realizam suas atividades com independência, comprometidos com a busca por informações idôneas e fidedignas, e cada relatório reflete exclusivamente a opinião pessoal do signatário.
 
O conteúdo produzido pela Inversa não oferece garantia de resultado futuro ou isenção de risco.
 
O material que produzimos é protegido pela Lei de Direitos Autorais para uso exclusivo de seu destinatário. Vedada sua reprodução ou distribuição, no todo ou em parte, sem prévia e expressa autorização da Inversa.
 
Analista de Valores Mobiliários responsável (Resolução CVM n.º 20/2021): Nícolas Merola - CNPI Nº: EM-2240

Conteúdo protegido contra cópia