Financial Journey #19 - 21 dias: já tenho o meu time, e você?

Dara Chapman Publicado em 26/10/2020
5 min
Veja qual time escolhi dentro da batalha entre criptomoedas e small caps

Conteúdo também disponível em vídeo e áudio. Clique abaixo para acessar a plataforma:

Youtube Spotify Apple Google Deezer

Olá, bom dia! 

Tudo bem? Tenho uma novidade que queria compartilhar agora com você!

A Inversa está fazendo um desafio de 21 dias. São três semanas de experiência e imersão total em dois universos completamente distintos. 

A batalha funcionará assim: você deve escolher um time, ou team small cap ou team cripto, e ver com qual estratégia poderá lucrar mais durante 21 dias.

A partir do dia 7 de novembro você deverá escolher entre os dois times e participar ao longo dos 21 dias subsequentes desta experiência jamais realizada no mercado financeiro. 

No duelo, você investirá junto com os maiores especialistas do Brasil nos respectivos assuntos, escolhendo entre Leonardo Pontes, analista certificado e especialista em small caps e Helena Margarido, analista criptofundamentalista e especialista em criptoativos.

Confesso: foi difícil decidir qual time escolher, mas fiquei tão empolgada de ter a oportunidade única de acessar por 21 dias lives, tutoriais, recomendações gratuitas para aprender sobre algo que eu conheço pouco, mas sempre quis entender melhor, que eu optei pelo team cripto!
 

A nova tecnologia

Você acredita que eu nunca fiz um investimento em criptomoedas? Há muito tempo conheço esses ativos, desde 2008.

Mas com a correria da vida, projetos, compromissos, nascimento da minha filha, entre tantas atribuições, nunca um aprofundamento neste assunto foi minha prioridade.

Até pouco tempo atrás era algo intangível para mim, mas agora não. Junto comigo, cada vez mais as criptomoedas vem atraindo investidores de alto renome e reconhecimento mundial. 

Por exemplo, Paul Tudor Jones, bilionário, pioneiro no mercado financeiro nos anos 1980 e um dos poucos que previu a Black Monday de 1987, compara o investimento em bitcoin com a compra de ações de tecnologia há algumas décadas.

Como exemplo, quem investiu na Apple nos anos 1980, ou no Google em 1999, os investidores pioneiros, ficaram muito ricos, milionários inclusive. 

Investiram no potencial da tecnologia, algo intangível na época. Além destas, quem acreditou no potencial da Amazon também conseguiu lucros exponenciais ao longo dos anos conseguintes.

Vejo hoje as criptomoedas como tecnologias que cada vez mais mostram seu potencial. Só que, por incrível que pareça, tenho dificuldade em investir sozinha.

Eu, que já viajei todo o mundo, já morei em 4 países sozinha, sai de uma cidade pequenina na California para explorar o mundo, responsável por liderar um projeto de construção civil em paralelo a toda exigência do meu trabalho no mercado financeiro, não me sinto confortável em investir sozinha em criptomoedas.

Sempre quis ter alguém ao meu lado para embarcar nessa viagem. E agora eu tenho!
 

De olho nos lucros exponenciais

Eu vou embarcar nessa viagem com uma das especialistas mais conhecidas no Brasil – a Helena Margarido!

Meu objetivo neste desafio não é apenas ganhar dinheiro, mas aprender tudo sobre este universo inovador, pois todo conhecimento adquirido posso levar comigo e distribuir para outras pessoas. 

Vou compartilhar com você em meu Instagram todas as novidades para você ver como funciona na prática o investimento neste ativo e nunca mais cair em um golpe financeiro relacionado a este universo. 

Muitos de vocês comentaram que perderam dinheiro com investimentos em criptomoedas, mas repare bem, estes não foram feitos em uma plataforma legal.

Aqui no Brasil, muitas pessoas caíram em golpes financeiros: basta consultar o site da CVM (órgão regulador do mercado financeiro brasileiro) para ver a quantidade de golpes e pirâmides existentes. Você deve procurar informações antes de investir. 

Até recomendo às pessoas acompanharem um fundo de criptomoedas com registro na CVM para mergulharem dentro do vocabulário ou analisar tendências.

Entrevistei um grupo pioneiro no Brasil, a BLP para entender melhor como o mercado está se profissionalizando. 

Mas nenhum grupo vai te ensinar como investir nestes ativos e até hoje não tive tempo para aprender como negociar as criptomoedas.

Mas agora chegou a oportunidade que eu precisava para virar a chave.

Estou tão animada que já estou me preparando. Inclusive, já estou no grupo do Telegram da Helena. 

Já estou no time!

E agora, a próxima etapa será abrir uma conta em uma corretora específica, pois criptomoedas são negociadas em uma plataforma exclusiva.

Nunca é tarde demais para se aprender algo novo e, devo confessar: fiquei arrependida de não ter investido antes.

Mas essa atitude não vai me trazer de volta o tempo perdido, esse tempo já passou. 

Agora, vamos para o presente: é agora ou nunca! 

Vem comigo para o #TeamCrypto. 

Beijos e boa semana!

Dara Chapman

A Inversa é uma Casa de Análise regularmente constituída e credenciada perante CVM e APIMEC.

Todos os nossos profissionais cumprem as regras, diretrizes e procedimentos internos estabelecidos pela Comissão de Valores Mobiliários em sua Instrução 598, e pelas Políticas Internas estabelecidas pelos Departamentos Jurídico e de Compliance da Inversa.

A responsabilidade pelas publicações que contenham análises de valores mobiliários é atribuída a Felipe Paletta, profissional certificado e credenciado perante a APIMEC.

Nossas funções são desempenhadas com absoluta independência, não sendo dotadas de quaisquer conflitos de interesse, e sempre comprometidas na busca por informações idôneas e fidedignas visando fomentar o debate e a educação financeira de nossos destinatários.

O conteúdo da Inversa não representa quaisquer ofertas de negociação de valores mobiliários e/ou outros instrumentos financeiros. Os destinatários devem, portanto, desenvolver as suas próprias avaliações.

Todo o material está protegido pela Lei de Direitos Autorais e é de uso exclusivo de seu destinatário, sendo vedada a sua reprodução ou distribuição, seja no todo ou em parte, sem prévia e expressa autorização da Inversa, sob pena de sanções nas esferas cível e criminal.  

Conteúdo protegido contra cópia