Financial Journey #17 - No meio do caminho

Dara Chapman Publicado em 28/09/2020
2 min
Entre a dificuldade e a realização, existe a jornada: saiba como saborear todo o processo, e não só o final

Conteúdo também disponível em vídeo e áudio. Clique abaixo para acessar a plataforma:

Youtube Spotify Apple Google Deezer

Nota do editor: Dara Chapman mostra agora para você como toda jornada deve ser uma fonte inesgotável de aprendizado.

Olá, bom dia!

Tudo bem? Estou com saudades! Você sabe que agora a sua newsletter Financial Journey tem uma nova periodicidade quinzenal.

Lembre-se que também estou no Instagram no perfil Dara Chapman, sempre fazendo posts e stories relacionados aos temas de Finanças Pessoais, educação financeira e bem-estar com dinheiro. Procure-me lá também!

Você já parou para pensar por que escolhi o título desta newsletter Financial Journey? 

Selecionei este nome por acreditar muito em jornadas e lições que tiramos ao longo de todo nosso aprendizado.

Quando era jovem, queria ter sucesso, e foquei somente no final da final da jornada. Mirei o alcance de um objetivo... e pensava “quanto antes melhor”.

Batia todas as metas como uma metralhadora, porém não saboreava a conquista. 

Com o passar do tempo, pela experiência acumulada, mudança de perspectivas e algumas derrotas na carteira, aprendi que o sweet spot (ponto mais prazeroso) da vida se encontra na jornada, no período entre o início e o fim.

No intervalo que ficamos com dúvidas, não sabendo quando alcançaremos um objetivo, ou se vamos atingi-lo. No período que identificamos e fortalecemos nossas identidades.

Por mais que esta situação nos tire da zona de conforto, ou seja dolorosa, pode ter certeza que você sairá mais fortalecido: quem já passou por um momento desafiador na vida sabe do que estou falando.

E em relação aos desafios financeiros? Você alguma vez já ficou com contas para pagar sem a contraparte de possuir recursos?

O que você fez? Qual solução foi encontrada? 

Na minha leitura, existem três opções para sanar este problema: ou você faz um empréstimo, ou cria uma nova fonte de renda para suprir o déficit orçamentário, ou identifica quais são os gastos a serem eliminados para não necessitar de empréstimo. 

A primeira opção não resolve o problema na raiz por somente postergá-lo, e a segunda opção é muito boa, mas não soluciona a situação no curto prazo. 

A última opção, de passar um raio-x completo nas suas contas, é a que você refletirá e agirá no intuito de resolver a questão de uma vez por todas.

Soluções e desempenho

Queria falar um pouco mais sobre a primeira solução, de realizar um emprésimo. Ressalto mais uma vez que não é uma resolução duradoura, mas somente uma postergação do problema. 

Quando você entra no vício de resolver a vida financeira com empréstimos, sua situação só vai piorar.    

A vida tem inúmeros desafios, alguns normais ou que fazem parte de nosso crescimento, e há obstáculos que não fazem parte, surpresas ou eventos não agradáveis.

E, diante do inesperado, como você lida com os desafios? Entra em pânico? Coloca a culpa em todo mundo? Ou procura agir com naturalidade?

Sempre aprendemos e crescemos com os desafios.

Quanto nós cresceremos dependerá de como conseguiremos lidar com desafios durante um período mais conturbado.

Diante do desafio, qual nota você dará para aquele período? Mais do que isso: qual nota daria ao seu desempenho neste período desafiador?

Você sabe: momentos difíceis trazem mudanças em nossa vida. Por exemplo, já perdeu um emprego? Como foi a sua recolocação no mercado de trabalho?

E durante este período complicado, você ficou meses se escondendo, navegando na internet, jogando videogames? Ou usou o tempo da melhor forma possível?

Você fez um curso, investiu em autoconhecimento, tentou empreender ou alterou por completo o seu ramo de atuação? 

Jornada é mais importante

Antes da Covid-19 andava muito de Uber, e sempre perguntava ao motorista sobre a vida e o que fazia antes.

De forma recorrente sempre havia a resposta que a pessoa ficou em casa desesperada, aflita, esperando uma resposta que não veio de uma entrevista de emprego.

E as contas foram aumentando a cada dia...

Isso foi recorrente, independente da profissão, sendo engenheiro, administrador, economista. A situação ocorreu em todas faixas etárias. 

O que sempre admirei nessas historias é a garra do brasileiro, a procura por soluções, mesmo a resolução não sendo um final, mas sim um meio.

A pessoa necessita realizar o que deve ser feito para atravessar do ponto A ao B, sem frescuras nem desculpas.

Justamente o meio que chamo de jornada. No início, somos cheios de energia para começar a luta. No final, quando chegamos, estamos felizes. Ou seja, esses momentos são de glória.

E o meio? Como você se sente quando está no meio de um desafio e sem qualquer perspectiva de chegar ao final, achar uma solução, e só coleciona derrotas?

Agora, para combater isso, vou dar algumas dicas de como aproveitar melhor o meio e o período de incertezas para aproveitar a sua jornada e deixar o registro deste tempo em sua vida como uma vitória!

Primeiro: o meio é um momento, e todos esses momentos são transitórios. Abrace e curta-o, pois esse proporciona oportunidade de sempre você se conhecer melhor. 

Nestes momentos estamos mais abertos a descobrir novas experiências muito ricas. 

Segundo: não se enconda do meio. Você está no meio!

Sempre melhor procurar uma saída do que permanecer debaixo do cobertor esperando passar esse período. Isso não é uma solução, você deve tornar os desafios em oportunidades e agir. 

Terceiro: o meio é uma oportunidade para provar a sua garra, sua perseverança. É a qualidade de quem vence: não existe derrota. 

Quando você tem garra, você chega ao ponto B: pode escrever! 

Você conseguiu compreender como é importante ter comando para sair do ponto A e chegar ao ponto B? 

Se você começar a agir, independente do problema, naturalmente se sentirá menos inseguro. 

Então aproveite agora para ver o que precisa ser endereçado em sua vida, na sua jornada.

Existe algo que para melhorar? 

E na sua vida financeira, você está em qual momento? Se você se sente no meio da confusão, vamos converter confusão em jornada.

Vamos fazer desse meio da sua vida um período rico. Você topa o desafio?

E, por fim, se você está em um período de não saber as respostas ou ficar com dúvidas, estando no meio de campo, melhor gastar sua energia em estudos, conhecimento e reflexão.

Suas dúvidas serão esclarecidas e a solução estará a seu alcance. Pense nisso, aja e depois me conte!

Beijos e boa semana!

Dara Chapman

A Inversa é uma Casa de Análise regularmente constituída e credenciada perante CVM e APIMEC.

Todos os nossos profissionais cumprem as regras, diretrizes e procedimentos internos estabelecidos pela Comissão de Valores Mobiliários em sua Instrução 598, e pelas Políticas Internas estabelecidas pelos Departamentos Jurídico e de Compliance da Inversa.

A responsabilidade pelas publicações que contenham análises de valores mobiliários é atribuída a Felipe Paletta, profissional certificado e credenciado perante a APIMEC.

Nossas funções são desempenhadas com absoluta independência, não sendo dotadas de quaisquer conflitos de interesse, e sempre comprometidas na busca por informações idôneas e fidedignas visando fomentar o debate e a educação financeira de nossos destinatários.

O conteúdo da Inversa não representa quaisquer ofertas de negociação de valores mobiliários e/ou outros instrumentos financeiros. Os destinatários devem, portanto, desenvolver as suas próprias avaliações.

Todo o material está protegido pela Lei de Direitos Autorais e é de uso exclusivo de seu destinatário, sendo vedada a sua reprodução ou distribuição, seja no todo ou em parte, sem prévia e expressa autorização da Inversa, sob pena de sanções nas esferas cível e criminal.  

Conteúdo protegido contra cópia