Do Mercado #02: Multimercados: que bicho é esse?

Publicado em 10/05/2021
2 min
Os fundos multimercados são o equivalente ao hedge fund americano, que pode operar comprado ou vendido em diferentes ativos, buscando ter retornos positivos em qualquer cenário. Saiba mais aqui!

Olá, investidores!

Hoje vou falar sobre a minha especialidade: o multimercado.

Os fundos multimercados são o equivalente ao hedge fund americano, que pode operar comprado ou vendido em diferentes ativos, buscando ter retornos positivos em qualquer cenário.

hedge fund surgiu quando o mercado de capitais ficou globalizado. Até então, a dinâmica da bolsa de um país, como os Estados Unidos, dependia basicamente de suas variáveis. Os fundos eram chamados de fundos mútuos e tinham apenas ações e títulos de renda fixa locais.

Eles foram durante muito tempo os reis do mercado e o mesmo ocorreu no Brasil.

No passado, a vantagem de ser uma gestora de multimercados independente era enorme. Podia-se, por exemplo, entrar e sair de uma ação com facilidade.

Isso fez com que esses pioneiros tivessem uma mistura de capacidade de gestão e agilidade, e o capital investido era melhor remunerado do que os de fundos tradicionais de grandes bancos.

Hoje o cenário é bem diferente.

Não temos mais poucas e pequenas gestoras ágeis.

Existem mais de mil gestoras no Brasil, que administram R$ 300 bilhões. Elas são os maiores clientes dos bancos. E não imagine que exista capital humano qualificado suficiente para todas elas.

Esse dinheiro ficou lento e concentrado. E pior: tende a operar em manada.

E é com esse pano de fundo, que eu quero ajudar vocês a gerirem seu próprio dinheiro. Só que sem pagar taxas, sem ser lento, aproveitando os espaços que esses gigantes deixam em aberto.

Um exemplo é o dólar.

Quando as coisas pioram, todas as gestoras têm a mesma ideia: comprar dólar. Aí ele fica dias subindo sem motivo.

Quando algo melhora, todos vendem suas posições e o dólar cai, mesmo sem motivo.

Vamos explorar mais esse cenário.

Até semana que vem.

Um abraço,

Rodrigo Natali

A Inversa é uma Casa de Análise regulada pela CVM e credenciada pela APIMEC. Produzimos e publicamos conteúdo direcionado à análise de valores mobiliários, finanças e economia.
 
Adotamos regras, diretrizes e procedimentos estabelecidos pela Comissão de Valores Mobiliários em sua Resolução nº 20/2021 e Políticas Internas implantadas para assegurar a qualidade do que entregamos.
 
Nossos analistas realizam suas atividades com independência, comprometidos com a busca por informações idôneas e fidedignas, e cada relatório reflete exclusivamente a opinião pessoal do signatário.
 
O conteúdo produzido pela Inversa não oferece garantia de resultado futuro ou isenção de risco.
 
O material que produzimos é protegido pela Lei de Direitos Autorais para uso exclusivo de seu destinatário. Vedada sua reprodução ou distribuição, no todo ou em parte, sem prévia e expressa autorização da Inversa.
 
Analista de Valores Mobiliários responsável (Resolução CVM n.º 20/2021): Nícolas Merola - CNPI Nº: EM-2240

Conteúdo protegido contra cópia