Crypto Weekly #11: Sua privacidade financeira pode estar em jogo

5 min
Hoje vou falar sobre CBDCs (Central Bank Digital Currency), moedas digitais emitidas por um Banco Central, e como isso pode impactar sua privacidade financeira.

Olá, bem-vindo(a) a mais uma edição da nossa Crypto Weekly.

Hoje, vou falar sobre um assunto bastante comentado nas últimas semanas: moedas digitais de Bancos Centrais, as CBDCs (Central Bank Digital Currency).

As CBDCs são nada mais nada menos que as mesmas moedas fiduciárias que conhecemos, como o dólar, o real, o yuan e o euro, só que emitidas em uma plataforma muito mais tecnológica.

Como funciona?

O Banco Central emite diretamente essas CBDCs e, eventualmente, pode substituir toda a base monetária de um país por elas. Em termos práticos, para nós, não haveria diferença.

Até ganharíamos algumas funcionalidades e vantagens; cada um teria sua carteira, as transferências seriam instantâneas e, na prática, seria muito mais eficiente.

Mas existem alguns problemas...

Elas dariam ao Banco Central completa autonomia; ele emitiria essas moedas e as distribuiria para as carteiras de bancos e pessoas.

Imagine o Banco Central com controle total de sua moeda? Sua privacidade financeira deixa de existir!

Qualquer aplicação já seria tributada automaticamente e ele teria a capacidade de travar a moeda dentro de suas carteiras, até mesmo apagá-las.

Nesse cenário, os bancos individuais teriam menos relevância, uma vez que o BC teria o controle total dessa moeda.

E você teria menos privacidade, já que o poder estaria centralizado.

Quando falamos em poder centralizado, hoje, um dos primeiros exemplos que vem à mente é a China, não?

O país quer ter controle total sobre o indivíduo; existe apenas o Estado, em detrimento de todas as liberdades individuais.

Pois bem, a China é o primeiro país a fazer testes com CBDCs e, com isso, declarou guerra ao Bitcoin.

Os bancos centrais dos EUA, da Europa e do Brasil, inclusive, estão estudando suas estratégias para emitir CBDCs.

E como ficam os países segurando uma moeda que o Banco Central, enquanto emissor, consegue apagar a qualquer hora?

Gera uma grande insegurança e é um problema que precisa ser resolvido.

Dentro dessa realidade, teremos muito menos privacidade e o Estado mais controle.

Por isso, recomendo fortemente que você tenha Bitcoin e outras criptomoedas. Para se proteger do que pode estar vindo por aí...

A mídia só fala disso, então tome muito cuidado e saiba o que está por vir.

Eu estarei aqui semanalmente para manter você informado(a).

Qualquer dúvida, sugestão ou elogio, deixe um comentário no vídeo, lá no nosso canal no YouTube! Quem sabe não vira tema da próxima edição?

Um abraço,

Ray Nasser

A Inversa é uma Casa de Análise regulada pela CVM e credenciada pela APIMEC. Produzimos e publicamos conteúdo direcionado à análise de valores mobiliários, finanças e economia.
 
Adotamos regras, diretrizes e procedimentos estabelecidos pela Comissão de Valores Mobiliários em sua Resolução nº 20/2021 e Políticas Internas implantadas para assegurar a qualidade do que entregamos.
 
Nossos analistas realizam suas atividades com independência, comprometidos com a busca por informações idôneas e fidedignas, e cada relatório reflete exclusivamente a opinião pessoal do signatário.
 
O conteúdo produzido pela Inversa não oferece garantia de resultado futuro ou isenção de risco.
 
O material que produzimos é protegido pela Lei de Direitos Autorais para uso exclusivo de seu destinatário. Vedada sua reprodução ou distribuição, no todo ou em parte, sem prévia e expressa autorização da Inversa.
 
Analista de Valores Mobiliários responsável (Resolução CVM n.º 20/2021): Nícolas Merola - CNPI Nº: EM-2240

Conteúdo protegido contra cópia