Bridge the Cash #15 - Ajude sua sorte

Leonardo Pontes Publicado em 11/12/2020
1 min
Não dependa somente da sorte, aprenda com os que sabem o que os outros não sabem.

Conteúdo também disponível em vídeo e áudio. Clique abaixo para acessar a plataforma:

Youtube Spotify Apple Google Deezer

Era um pouco depois das sete horas da manhã de um sábado quando eu, ainda um adolescente de 15 anos, cheguei em casa e encontrei minha mãe chorando no fogão, fervendo a água do café.

Naquela semana, um amigo havia feito uma proposta que soava mais como um desafio:

- Existe uma prova de vestibular na qual ninguém passa. - disse ele.

- Como assim, ninguém passa? - perguntei, já pensando que, se é uma prova, alguém necessariamente deveria passar.

- Prova do ITA. Muito difícil. Mas no próximo sábado, um cursinho vai dar uma palestra para falar sobre as provas militares. Vamos lá? 

E assim, quando entrei na cozinha naquele dia, minha mãe virou perguntando:

“Tu vais embora?”. 

Às vezes, mães sabem mais sobre os filhos do que sobre elas mesmas. Ainda faltavam mais dois anos de colégio e um ano de cursinho antes de eu sair de casa, mas ela já antecipara a despedida.

Se meu amigo nunca tivesse me convidado, eu jamais ficaria martelando aquela ideia, e existe uma boa chance de que eu não abraçasse a oportunidade de aprender em uma das melhores escolas do país.
 

DESTINO OU SORTE

Todos temos histórias em que um pequeno ato tem uma grande implicação no nosso futuro: um convite para uma cervejinha que vira um casamento; uma brincadeira entre amigos que vira um plano de negócios; ou, do outro lado, aquela pequena imprudência que se transforma em uma bola de neve.

Isto ocorre devido ao caos e à incerteza: não temos como saber o que acontecerá antes de o futuro se desenhar.

E para se beneficiar desta incerteza, Nassim Nicholas Taleb, em “A Lógica do Cisne Negro”, livro que o deixou famoso, fala sobre convexidade no sentido mais amplo. A ideia é se expor a eventos onde haja possibilidade de um alto retorno com um custo pequeno, ou seja, cuja expectativa de ganhos é extremamente alta. É o que ele chama de “cisnes negros positivos”.

O oposto, como você pode desconfiar, são os “cisnes negros negativos”.

O “segredo”, portanto, é expor-se ao maior número possível de cisnes negros positivos. Assim, cedo ou tarde um deles trará um retorno tão excepcional que mais que compensará as pequenas perdas que porventura surgirão.

É o extremo da diversificação: você coloca um ovo em cada cesta e, enquanto alguns deles jamais serão chocados, outros se transformarão em uma enorme granja.
 

SORTE OU HABILIDADE

Diz a lenda que após um dos seus grandes generais morrer, Napoleão Bonaparte enviou um dos seus oficiais para buscar um substituto. O oficial retornou várias semanas depois e descreveu um homem que seria o perfeito candidato devido ao seu brilhantismo como líder e seu conhecimento de táticas militares. Quando o oficial terminou, Napoleão olhou para ele e disse: “Tudo isso é muito bom, mas ele tem sorte?”. 

No excelente livro “A Equação do Sucesso: A combinação de habilidade e sorte na tomada de decisão”, Michael J. Mauboussin tenta quantificar o que pode ser atribuído à deusa Fortuna em negócios, esportes e investimentos: nas atividades em que a aleatoriedade tem a capacidade de mudar completamente um resultado, identificar aqueles que têm uma verdadeira vantagem competitiva exige um grande número de observações. Sorte vai e vem.

Já nos empreendimentos, onde a habilidade tem papel dominante, uma pequena amostra é suficiente para tirar conclusões de quem é o melhor.   
 

AJUDE SUA SORTE

A Conferência Top Investor que o Ivan Sant’Anna está organizando no Fairmont 5 Estrelas, no Rio de Janeiro, entre os dias 26, 27 e 28 de março, é o típico cisne negro positivo: não dá para perder, literalmente e figurativamente.

Serão palestras e debates com a presença das 35 das melhores mentes do mercado financeiro nacional. 

Entre eles, o anfitrião Ivan Sant’Anna, um dos maiores traders do Brasil e autor de obras-primas; Pedro Cerize, fundador da Skopos, um dos gestores de renda variável do país com suas teses inovadoras; e Luis Stuhlberger, que já era uma lenda do mercado financeiro quando eu comecei em mesa de operações, com seu Fundo Verde, e muitos outros.

Veja: esses gestores já eram influentes antes mesmo das redes sociais.

Então, ao ouvir esses caras, que estão por aqui há anos, você sabe que não é essencialmente sorte: eles demonstraram por um longo período que sabem alguma coisa a mais que os outros não sabem. 

E pode apostar que você ouvirá algo que não será somente relevante, mas que ficará martelando em sua cabeça e poderá mudar, se não a sua vida, pelo menos o seu próximo ano.

Tudo isso em um dos melhores hotéis da América Latina, em um quarto com varanda e vista para o mar.

Ou ganha, ou ganha.

Entre aqui para saber como participar.

Leonardo Pontes

A Inversa é uma Casa de Análise regularmente constituída e credenciada perante CVM e APIMEC.

Todos os nossos profissionais cumprem as regras, diretrizes e procedimentos internos estabelecidos pela Comissão de Valores Mobiliários em sua Instrução 598, e pelas Políticas Internas estabelecidas pelos Departamentos Jurídico e de Compliance da Inversa.

A responsabilidade pelas publicações que contenham análises de valores mobiliários é atribuída a Felipe Paletta, profissional certificado e credenciado perante a APIMEC.

Nossas funções são desempenhadas com absoluta independência, não sendo dotadas de quaisquer conflitos de interesse, e sempre comprometidas na busca por informações idôneas e fidedignas visando fomentar o debate e a educação financeira de nossos destinatários.

O conteúdo da Inversa não representa quaisquer ofertas de negociação de valores mobiliários e/ou outros instrumentos financeiros. Os destinatários devem, portanto, desenvolver as suas próprias avaliações.

Todo o material está protegido pela Lei de Direitos Autorais e é de uso exclusivo de seu destinatário, sendo vedada a sua reprodução ou distribuição, seja no todo ou em parte, sem prévia e expressa autorização da Inversa, sob pena de sanções nas esferas cível e criminal.  

Conteúdo protegido contra cópia