Você pagou com traição a quem sempre te deu a mão

Está na hora do BC parar de ouvir esse péssimo parceiro e começar a confiar no seu próprio taco.

"Você pagou com traição a quem sempre te deu a mão"

Por Rodrigo Natali
 

Durante anos o grande novelista Gilberto Braga nos divertiu e emocionou com seus melodramas bem brasileiros e com seus personagens maiores que a vida. Que Deus o tenha. E numa forma de homenagem, vamos contar hoje uma história, uma novela, onde as duas personagens principais tem uma relação bem tóxica e em momentos, abusiva.

Uma das personagens é uma pessoa bem-intencionada, correta e séria. Mas infelizmente, ela é muito crédula e até ingênua, principalmente na relação com seu cônjuge, alguém com quem tem um relacionamento bem antigo e doloroso. Isso porque esse segundo é alguém com sérios problemas comportamentais: além de bipolar e maníaco, bebe muito da própria bebida e é viciado em jogos, pior, costuma perder.

Só que essa pessoa instável às vezes acha que tem grandes ideias, e acaba forçando nosso personagem mais manipulável a fazer coisas que não deveria, mesmo quando, vez sim e vez também, tudo dá errado e o bipolar vai lá, a pune, briga e se revolta.

Essa é a atual relação do mercado com o Banco Central.
 


O mercado, que tem errado tudo, pediu para o BC vender intervir no câmbio. O BC fez isso e não só não deu certo como ainda ajudou a derrubar a bolsa e a mandar o pré para cima.

Aí o mercado, perdendo mais, teve outra ideia genial: acelerar a alta de juros. E o BC obedeceu, justamente para no dia seguinte, hoje, descobrir que o mercado o traiu de novo, subindo o dólar, derrubando a bolsa e jogando o pré para cima.

Está na hora do BC para de ouvir esse péssimo parceiro e a confiar no seu próprio taco. Veja que hoje Christine Lagarde foi mais Dovish na reunião do Banco Central Europeu, indo contra as apostas do mercado. Em seguida veio a público e disse claramente que o mercado é que estava errado. E a reação das pessoas foi valorizar o Euro, o contrário do que deveria acontecer se usássemos a lógica brasileira.

A credibilidade não vem de obedecer a uma maioria histérica, mas de fazer aquilo que é o certo, sem dar bola para a turba. E ainda mais quando essa turba te trata mal e, ao invés de agradecer no dia seguinte, vão lá e reagem como ingratidão.

Saia dessa relação, BC, ela não está te fazendo bem.

 

Conheça o responsável por esta edição:

Rodrigo Natali

Diretor de Estratégia

Rodrigo Natali tem graduação e MBA pela FGV. É especialista em câmbio e macroeconomia, tem 25 anos de experiência no mercado financeiro, tendo passado por diversas instituições nacionais e internacionais, onde exerceu a profissão de trader e gestor de fundos de investimento multimercado.

A Inversa é uma Casa de Análise regulada pela CVM e credenciada pela APIMEC. Produzimos e publicamos conteúdo direcionado à análise de valores mobiliários, finanças e economia.
 
Adotamos regras, diretrizes e procedimentos estabelecidos pela Comissão de Valores Mobiliários em sua Resolução nº 20/2021 e Políticas Internas implantadas para assegurar a qualidade do que entregamos.
 
Nossos analistas realizam suas atividades com independência, comprometidos com a busca por informações idôneas e fidedignas, e cada relatório reflete exclusivamente a opinião pessoal do signatário.
 
O conteúdo produzido pela Inversa não oferece garantia de resultado futuro ou isenção de risco.
 
O material que produzimos é protegido pela Lei de Direitos Autorais para uso exclusivo de seu destinatário. Vedada sua reprodução ou distribuição, no todo ou em parte, sem prévia e expressa autorização da Inversa.
 
Analista de Valores Mobiliários responsável (Resolução CVM n.º 20/2021): Nícolas Merola - CNPI Nº: EM-2240