O vale de lágrimas está secando

11 de janeiro de 2022
Mineração em geral sempre foi uma atividade de alto risco, e continua sendo. Mas as grandes empresas do setor estão tomando cada vez mais cuidado para evitar desastres.

O vale de lágrimas está secando

Por Ivan Sant'Anna 

 

Não sei se todos os leitores deste relatório sabem disso, mas antes a mineradora Vale se chamava Cia. Vale do Rio Doce, nome derivado da região de Minas Gerais onde ela operava, com destaque para Itabira, local onde ficavam suas maiores reservas de minério de ferro.

Agora trata-se de uma gigante da mineração mundial, sendo a mina a céu aberto de Carajás a maior do planeta.

Acontece que há um porém na história da Vale, mancha difícil de apagar. Refiro-me ao que aconteceu na sexta-feira, 26 de janeiro de 2019, quando a barragem de rejeitos de minério de ferro da Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho, Minas Gerais, se rompeu.

O resultado foram 270 pessoas mortas e um desastre ambiental de proporções gigantescas.

Desde então, cuidar da segurança de suas unidades tornou-se a prioridade maior da Vale.

No último sábado, dia 8, houve um acidente grave no lago de Furnas, no oeste de Minas, resultando em dez mortos quando uma pedra se desprendeu do cânion, maior atração turística local, e atingiu alguns barcos de turistas.

Com as enormes chuvas que estão ocorrendo em Minas Gerais neste verão, muita gente pensou no que poderia estar acontecendo com as minas da Vale.

Só que, como um gato que quase se afogou e agora tem medo de água, a Vale toma todas as medidas possíveis para evitar acidentes, ou mesmo incidentes.

A Estrada de Ferro Vitória-Minas, por exemplo, que transporta minério para os portos de Vitória e Tubarão, no Espírito Santo, suspendeu a circulação de suas composições até que as chuvas deem uma trégua.

Barragens de alteamento a montante, como a de Brumadinho, estão sendo descomissionadas, procedimento que leva algum tempo para ser concluído.

Mineração em geral sempre foi uma atividade de alto risco, e continua sendo. Mas as grandes empresas do setor estão tomando cada vez mais cuidado para evitar desastres.

Nesse quesito, segurança, a Vale faz questão de se posicionar na linha de frente.

E você sabia que temos posição em Vale? Para saber mais sobre esse investimento, não deixe de conhecer nossa série Ações Alpha.

Um forte abraço para todos,
Ivan Sant'Anna

Colaboração de João Abdouni, CNPI    

 

Conheça o responsável por esta edição:

Ivan Sant'Anna

Trader e Escritor

Uma das maiores referências do mercado financeiro brasileiro, tendo participado de seu desenvolvimento desde 1958. Atuou como trader no mercado financeiro por 37 anos antes de se tornar autor de livros best-sellers como “Os Mercadores da Noite” e “1929 - Quebra da Bolsa de Nova York”. Nas newsletters “Os Mercadores da Noite” e “Warm Up Inversa”, Ivan dá sugestões investimentos, conta histórias fascinantes e segredos de como realmente funciona o mercado.

Conheça o responsável por esta edição:

João Abdouni

Analista CNPI

Graduado em Contabilidade e administração pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, João possui grande experiência em auditoria contábil, trabalhando por anos na Ernst & Young, famosa empresa inglesa de consultoria. Apaixonado pelo mercado financeiro, integra o time de especialistas em investimentos da Inversa e está à frente das séries Premium Caps, Ações Alpha dentre outras.

A Inversa é uma Casa de Análise regulada pela CVM e credenciada pela APIMEC. Produzimos e publicamos conteúdo direcionado à análise de valores mobiliários, finanças e economia.
 
Adotamos regras, diretrizes e procedimentos estabelecidos pela Comissão de Valores Mobiliários em sua Resolução nº 20/2021 e Políticas Internas implantadas para assegurar a qualidade do que entregamos.
 
Nossos analistas realizam suas atividades com independência, comprometidos com a busca por informações idôneas e fidedignas, e cada relatório reflete exclusivamente a opinião pessoal do signatário.
 
O conteúdo produzido pela Inversa não oferece garantia de resultado futuro ou isenção de risco.
 
O material que produzimos é protegido pela Lei de Direitos Autorais para uso exclusivo de seu destinatário. Vedada sua reprodução ou distribuição, no todo ou em parte, sem prévia e expressa autorização da Inversa.
 
Analista de Valores Mobiliários responsável (Resolução CVM n.º 20/2021): Nícolas Merola - CNPI Nº: EM-2240